Seis dicas para prevenir a disfunção erétil em jovens

Seis dicas para prevenir a disfunção erétil em jovens

Álcool, drogas e uma dieta pouco saudável, após os problemas de ereção
ABC / MADRID
Dia 15/11/2012 – 19h21
Seis consejos para prevenir la disfunción eréctil en los jóvenes
ABC
Não é uma questão de idade, mas maus hábitos
Conhecer os fatores de risco da disfunção erétil é importante em qualquer idade. Aqui estão seis dicas do diretor médico do Boston Medical Group, Jose Benitez, para evitar problemas.

1. Reduzir ou eliminar o tabaco

Um pacote de tabaco diário é suficiente para aumentar as chances de sofrer disfunção erétil em 60%. No momento em que o tabagismo é reduzido, o perigo é minimizado, mas, mesmo assim, o risco de sofrer disfunção erétil ainda é muito maior do que o dos homens que nunca fumaram. Os 16,5% dos homens com menos de 35 anos que sofrem de disfunção erétil se devem ao consumo excessivo de tabaco.

Leia também: Remédio para impotência

2. Não abuse do álcool

Entre 3,2% e 64,4% dos homens em estado de embriaguez não têm uma resposta satisfatória à ereção para fazer sexo. 62,5% dos homens entre 18 e 35 anos de idade que sofrem de disfunção erétil são devido ao abuso de bebidas alcoólicas. O álcool produz uma interrupção da ereção no sexo masculino, independentemente da dose tomada, uma vez que inibe o bom funcionamento do sistema nervoso central, que está diretamente envolvido na resposta da estimulação sexual.

3. Drogas, um mau aliado

A cocaína é um estimulante do sistema nervoso central que também atua como vasoconstritor, reduzindo o fluxo sanguíneo nas veias e artérias. 27% dos homens dependentes de cocaína têm dificuldades para conseguir uma ereção que lhes permita ter relações sexuais satisfatórias e 15,6% dos jovens com disfunção erétil são usuários de drogas.

4. Coma saudável e equilibrado

Uma dieta desequilibrada influencia negativamente a capacidade de manter uma atividade sexual satisfatória. O sobrepeso e a obesidade andam de mãos dadas com distúrbios metabólicos que podem levar a doenças diretamente relacionadas à disfunção erétil, como diabetes ou problemas cardiovasculares. É por isso que é necessário seguir uma dieta saudável e equilibrada para evitar o excesso de peso e suas consequências indesejadas.

5. Exercício

O sedentarismo também é um fator de risco para o desenvolvimento de disfunção erétil. Praticar exercício regularmente tem inúmeros benefícios, pois diminui as chances de sofrer de doenças cardiovasculares, impedindo que este tipo de doenças supõe uma proteção adicional contra a disfunção sexual.

6. Mantenha uma vida sexual ativa

Fazer sexo freqüentemente reduz as chances de desenvolver um problema de disfunção erétil, pois este é um bom exercício para manter a circulação do sangue e a elasticidade das artérias e dos corpos cavernosos em bom estado, o que melhora o estado e funcionamento do sistema cardiovascular, diminuindo a probabilidade de desenvolver um problema de disfunção erétil.

Como prevenir a disfunção erétil associada à idade

Como prevenir a disfunção erétil associada à idade

Você quer evitar a disfunção erétil associada à idade ? O urologista em Vigo, Dr. Fernández Larrañaga dá-lhe as chaves.

Com a idade, muitos homens sofrem de disfunção erétil . Estima-se que 25% dos homens com 65 anos sofram de disfunção erétil. No entanto, nem todos os homens que atingem a idade avançada têm essa patologia .

A qualidade da ereção pode ser medida principalmente com base em dois fatores:

A rigidez da ereção
A duração da ereção.
Aos 30 anos, a qualidade da ereção é quase a mesma em todos os homens. No entanto, ao longo dos anos, quando você atinge 50, a diferença na qualidade da ereção entre um e outro torna-se muito significativa. Isso ocorre porque hábitos e hábitos influenciam a qualidade da ereção . Portanto, é possível tomar algumas medidas para prevenir a disfunção erétil.

O objetivo deste artigo é revisar quais são os fatores que impedem a disfunção erétil apesar da idade.

Entre os fatores para evitar a disfunção erétil podemos destacar três:

Exercício e ereção.
Comida e ereção.
Hábitos saudaveis.
Exercício e disfunção erétil
Hoje, é mostrado que pequenos aumentos no exercício diário são acompanhados por reduções significativas no risco de disfunção erétil. Portanto, é importante realizar exercícios físicos em qualquer idade para evitar a disfunção erétil no futuro .

Levar um estilo de vida sedentário e não fazer exercício físico também está associado à obesidade. A obesidade, por sua vez, condiciona o aparecimento de três situações que prejudicam a ereção de maneira importante:

Resistência à insulina Como conseqüência da obesidade , o diabetes aparece , uma das primeiras causas de disfunção erétil.
Síndrome metabólica Consiste no aparecimento dos seguintes distúrbios: hipertensão, diabetes, excesso de gordura na cintura e níveis anormais de colesterol e triglicérides. Todos eles danificam o endotélio das artérias.
Diminuição da testosterona no sangue .
É importante esclarecer o que entendemos por exercício físico, já que o excesso de exercício físico também é prejudicial:

Use nosso orçamento diário de testosterona.
Consome uma parte importante de nossas vitaminas e nutrientes, necessários para outras funções do organismo.
Pode danificar nossas articulações e no futuro limitar a possibilidade de continuar fazendo esse exercício diário.
Obriga a aumentar a ingestão calórica diária, o que resulta na geração de mais radicais livres (radicais que aceleram o envelhecimento).
O exercício físico ideal é andar rápido . Nós entendemos rápido, viajando cerca de 5-6 km em uma hora. Ainda menos tempo também se mostrou eficaz. Você pode alternar e nadar alguns dias, bem como realizar exercícios com outros pesos leves.

Portanto, de todo o exposto pode-se concluir que: Sim ao exercício diário e não ao excesso de exercício ou vida sedentária.

Como prevenir a disfunção erétil quando não temos tempo para nos exercitar
Tente deixar o carro a 15 ou 20 minutos da sua estação de trabalho. Se, infelizmente, você puder estacionar na sua estação de trabalho, faça isso, mas antes de começar, dê um passeio pela área.
Tente andar pelo menos alguns andares. (Se você mora em uma oitava parada no sexto e carrega os dois que estão andando).
Se você não pode todos os dias, faça pelo menos 3, afinal, também conta.
Lembre-se sempre que, com a idade, sua ereção será tão importante quanto agora.
como prevenir a disfunção erétil
Alimentação e ereção
Sabe-se agora que alguns alimentos ajudam a prevenir a disfunção erétil, uma vez que têm propriedades benéficas nas células endoteliais das artérias, incluindo as do pênis. Eles são alimentos que ajudam a prevenir o aparecimento de disfunção erétil .

A dieta é uma medida excepcional para preservar a ereção e mitigar o envelhecimento fisiológico da idade.

Quais são os alimentos mais úteis para evitar a disfunção erétil com a idade?
O consumo de fibras exerce um efeito protetor vascular.
Frutas e vegetais têm fibras, vitaminas, antioxidantes e ácido fólico, também essenciais para o endotélio vascular.
O peixe azul como o xouba, a sardinha, a cavala, o bonito, o atum, etc. Eles são ricos em ácidos graxos poliinsaturados essenciais w 3, como o ácido linoléico, o ácido docoxahexaenóico e o ácido eicosapentaenóico. Por outro lado, os peixes azuis também diminuem os níveis de triglicerídeos e têm ação antiplaquetária e vasodilatadora. Portanto, eles protegem a circulação arterial do pênis. Idealmente, leve-os um dia por semana.
O azeite extra-virgem exerce modificações favoráveis ​​no perfil lipídico. O benefício sempre foi atribuído à sua riqueza em polifenol HT, um componente que também tem vinho tinto.
As nozes têm um alto teor calórico. O que condicionou que inicialmente não fossem aconselhados em pacientes com problemas vasculares. No entanto, anos depois, descobriu-se que eles eram ricos em arginina, um aminoácido que aumenta o óxido nítrico e age como um vasodilatador da circulação arterial. Por outro lado, o alto teor de vitamina E aumenta a resistência à oxidação do colesterol LDL. Em resumo 3-4 nozes por dia têm grande poder para proteger o sistema arterial do pênis , mas pelo contrário, em mais quantidades devem ser evitadas.
O chá preto é rico em flavonóides. Este, por sua vez, possui um grande poder antiaterogênico. Acredita-se que cerca de 5 xícaras de chá preto diariamente diminuem o colesterol LDL e o colesterol total em 10% em quase 6,5%.
Chocolate amargo : devido ao seu alto teor de flavonóides, substâncias que atuam diretamente no endotélio arterial.
Como a dieta deve ser para prevenir a disfunção erétil
A dieta para prevenir a disfunção erétil , em geral, deve ser variada, austera e sazonal. Você deve comer pouco e muito variada. Em resumo, seja magro. Se você fizer isso, você não precisará de suplementos de qualquer tipo.

O excesso de peixe azul em sua dieta aumentará seus níveis de ácido úrico. O excesso de azeite aumenta o nível de triglicerídeos e, como as nozes, tem um grande poder calórico. Em outras palavras, até mesmo o bem, em excesso, é ruim.

Leia também: Viagra Natural

Evite maus hábitos que aumentam a disfunção sexual
Parar de fumar Se você fuma, terá ereções ruins antes dos 50 anos, se também tiver o azar de ter níveis de colesterol HDL abaixo de 35, terá problemas 10 anos antes.
Evite excesso de peso Se você tiver que escolher entre o físico de Mahatma Gandhi e o de um lutador de sumô, não duvide de Gandhi sempre. A obesidade central é a gordura que é depositada no abdômen. Esta gordura diminui a testosterona livre e dificulta o controle do diabetes, pressão arterial e colesterol.
Tome medidas para gerenciar o estresse.
Não acredite em tudo que você coloca na Internet.
Em resumo, se você não quiser sofrer de disfunção erétil com a idade, comece agora. Exercite-se moderadamente toda a sua vida, coma pouco e varie e torne-se um homenzinho como Gandhi ou Picasso. Seu parceiro, talvez, vai agradecer e, se não, você pode dizer como o Marquês de Bradomín no verão Sonata, Valle Inclán: “Mesmo hoje, depois de ter pecado muito, tenho manhãs triunfantes”.

Como obter atendimento médico de alta qualidade em um sistema de saúde em mudança?

Como obter atendimento médico de alta qualidade em um sistema de saúde em mudança?

Anteriormente, quando procurava-se um bom serviço médico, baseava-se em saber se o médico era o melhor em sua profissão, cuidava de seus pacientes, ficava em um local conveniente e hospitalizava seus pacientes em hospitais com a melhor tecnologia. Hoje, as regras impostas pelas seguradoras ao planejar consultas ou quando o paciente recebe cuidados podem colocar pedras no caminho entre você e seu médico e os hospitais que você preferir.

Para pacientes com diabetes, este novo ambiente na prestação de cuidados de saúde pode ser desconcertante. Em um esforço para economizar dinheiro em tratamento médico caro, os empregadores podem decidir mudar as opções de empresa de saúde que oferecem aos seus funcionários – e de repente você descobre que as visitas ao seu médico de cuidados primários ou especialista em diabetes Eles não são cobertos pelo seu seguro e você deve encontrar um novo médico ou médicos para fornecer os cuidados médicos que você precisa. Para pacientes com diabetes, isso pode significar aprender novas filosofias e métodos de cuidado que podem ser diferentes do sistema de longa data que o paciente usou para administrar com sucesso sua doença.

Então, o que você deve fazer com este novo sistema de saúde?
Estamos oferecendo algumas regras gerais:

Entenda o que está acontecendo no sistema de saúde agora, para que você entenda melhor e conheça os procedimentos dos provedores de saúde que estão constantemente mudando, além das pressões a que estão sujeitos.
Conheça sua doença para que possa perguntar e se concentrar nas áreas em que você e seu médico devem concentrar sua atenção – e, de repente, poder pedir ajuda a um especialista – para que você possa controlar seu diabetes.
Seja seu próprio advogado. Aprenda sobre as recomendações da American Diabetes Association para cuidados preventivos e busca ativa, e pergunte ao seu médico quando for a hora de seguir essas recomendações. Tente encontrar um provedor de saúde que suporte (paga) o acompanhamento dessas recomendações. Não se preocupe se você precisar escrever uma carta ao seu provedor argumentando o motivo pelo qual é necessário que eles paguem por algum procedimento que você requeira e que eles não cobrem – a transferência para outro médico ou um programa educacional, por exemplo. Inclua em seu argumento qualquer pesquisa que apoie a necessidade da transferência, e certifique-se de mencionar que a companhia de seguros se beneficiará se o encaminhamento a outro médico reduzir os riscos de desenvolver problemas médicos mais caros a longo prazo.
Escolha o seu médico com sabedoria. Procure alguém que tenha conhecimento sobre diabetes e que esteja interessado em trabalhar com você para gerenciar sua doença.
Certifique-se de que seu clínico geral possa encaminhá-lo periodicamente para um especialista em diabetes ou outro especialista, ou para programas educacionais para ajudá-lo com problemas mais complicados.
Se possível, esteja preparado para pagar algumas coisas do seu bolso, especialmente a educação sobre diabetes, uma segunda opinião dada por um médico que não esteja no sistema de saúde.
Quando possível, escolha um plano de saúde que lhe permita mais liberdade na escolha de seus médicos e no pagamento dos cuidados de que você precisa.
Não se preocupe se você deve expressar sua preocupação quando questionar a qualidade do atendimento oferecido.
A mudança de desempenho dos médicos:
Atualmente, o mundo da medicina é muito especializado, no entanto, os esforços para manter os preços estão pressionando os clínicos gerais – o tradicional médico de família – a prestar o maior cuidado possível aos pacientes, porque seus cuidados É o menos caro. No entanto, durante os cuidados com o diabetes, é possível que suas necessidades médicas requeiram um médico da atenção primária e um grupo de profissionais que colaborará com seu conhecimento quando necessário. Os médicos Richard S. Beaser e Joan VC Hill, RD, CDE descrevem no livro ” Guia de Joslin para Diabetes Care” “se possível, o paciente com diabetes deve procurar um ambiente médico onde sua doença é controlada por uma equipe profissional, incluindo especialistas em áreas importantes de seus cuidados gerais “. Essa equipe deve incluir um clínico geral, um especialista em diabetes que geralmente é um endocrinologista, um nutricionista, um especialista em educação, um fisiologista do exercício e alguém que fornecerá aconselhamento e apoio psicológico quando necessário. Outros membros podem ser adicionados como eles são necessários para tratar ou prevenir complicações.

Seu desejo de diabetes ser tratado por uma equipe de especialistas – e o desejo de sua seguradora, em várias ocasiões, pela maioria dos cuidados a serem oferecidos pelo clínico geral – pode ser contraditório. “Alguns acreditam que essas necessidades estão em conflito”, descreve Kenneth E. Quickel Jr., MD, presidente emérito do Joslin Center, em Boston. “Mas, na verdade, o paciente com diabetes receberá o melhor e mais eficaz cuidado de longo prazo quando o clínico geral e a equipe de especialistas trabalham em equipe.”

O médico como oficial de trânsito
Seu clínico geral foi treinado para tratar você como uma pessoa completa e para tratar uma grande variedade de problemas médicos, como resfriados, gripes, monitoramento do colesterol e controle do diabetes. Essa pessoa trabalha como oficial de trânsito, de muitas maneiras, coordenando seu tratamento médico abrangente.

Mas, além de atuar como oficial de trânsito, esse médico também trabalha em muitas seguradoras de saúde como porteiro, gerenciando as necessidades diárias de saúde e regulando o fluxo de pacientes para as formas mais caras de atendimento. Em essência, o clínico geral trabalha em seu nome e em nome de sua seguradora para garantir que você receba o melhor serviço médico de uma forma que não implique em custos mais elevados. Freqüentemente, o pagamento da seguradora aos médicos de clínica geral é limitado a quão efetivamente o médico pode reduzir o uso de exames e serviços caros – e o médico pode ser penalizado por abuso especializado e testes eficazes.

“Em 1916, Elliott P. Joslin escreveu que” o número de casos de diabetes é tão grande que é evidente que o cuidado deles recai sobre as mãos de um clínico geral. É ridículo esperar que o tratamento do diabetes esteja sob a supervisão constante de um especialista. Dr. Quickel. Note, enquanto o papel do goleiro é uma realidade, sempre foi importante para o clínico geral trabalhar de mãos dadas com o especialista em diabetes. A seleção de um excelente clínico geral é tão importante para um paciente com diabetes quanto a escolha de um excelente diabetologista ou endocrinologista, bem como para garantir que ambos possam trabalhar em equipe.

Diabetologistas como clínicos gerais
Nos programas de diabetes de algumas seguradoras de saúde, os especialistas estão se registrando como clínicos gerais e como diabetologistas, para permitir que os pacientes escolham um diabetologista como clínico geral. Isso se deve, em parte, ao fato de que a maioria dos diabetologistas é treinada primeiro em medicina interna geral ou pediatria antes de receber seu treinamento em diabetes e endocrinologia. Outra razão pela qual eles fazem isso é porque a linha divisória entre medicina geral e diabetes não é muito clara. Na prática médica em Boston, alguns dos diabetologistas do Joslin Center registram-se como clínicos gerais em alguns planos de saúde por esse mesmo motivo. “Os médicos do Centro Joslin serviram como clínicos gerais para pacientes nos últimos 50 anos ou mais, porque o diabetes é uma doença que afeta muitos aspectos da vida de uma pessoa”, observa o médico. Quickel

Outras seguradoras não permitem que os diabetologistas – apesar de possuírem certificação para a prática de medicina interna geral – se registrem como clínicos gerais. Em alguns casos, instrua que os especialistas associados a uma escola de medicina sejam classificados como “médicos terciários”, o que limita o encaminhamento de pacientes. As seguradoras percebem que esses especialistas e as instituições onde eles hospitalizam seus pacientes são caros. Dessa forma, um médico do Joslin Center pode classificar-se como clínico geral em um plano e como especialista de terceiro nível em outro sistema.

“Em um mundo perfeito, nossa principal função é servir como especialistas em diabetes e deixar os cuidados primários para o clínico geral”, diz o Dr. Richard Jackson, um médico sênior do Joslin Center. “Mas, como os pacientes exigem e às vezes precisam de mais de nós do que as seguradoras fornecem, se nos unirmos apenas como especialistas, nos unimos como clínicos gerais também”.

Ideal
O cenário ideal é que você identifique um clínico geral que saiba administrar o diabetes, esteja interessado na doença e conheça suas limitações e encaminhe outros especialistas para receber cuidados adicionais quando necessário, apesar das penalidades que isso possa causar. Carregue com a seguradora quando o médico fizer o encaminhamento. “A maioria dos médicos não vai permitir que as seguradoras interfiram quando um paciente precisa ser encaminhado apenas porque recebem recompensas financeiras insignificantes”, diz o Dr. Quickel. “Mas o clínico geral deve saber muito sobre várias doenças e condições diferentes. Ele ou ela pode não estar em dia com os protocolos de manejo mais recentes, como o diabetologista pode ser, já que seu papel é saber muito sobre esta doença e suas complicações. Isso significa que o clínico geral pode lidar com a maioria dos seus problemas médicos – incluindo muitos dos que envolvem diabetes. Mas, em um determinado momento, o médico de clínica geral deve procurar ajuda de um diabetologista se a gerência não for eficiente como deveria ser.

“O que estamos procurando é uma abordagem holística, focada na prevenção de problemas”, diz o Dr. Jakson. “Se nos concentrarmos na prevenção de problemas em vez de agir sobre eles quando ocorrerem, podemos realmente reduzir o custo dos cuidados de saúde limitando a quantidade de dinheiro que os pacientes precisam gastar em especialistas que precisam tratar complicações dispendiosas, como doença arterial, ataque cardíaco, ataque cardíaco ou outros problemas “.

Conheça sua doença
Como você sabe que seu diabetes está sendo tratado corretamente pelo seu médico? “Conhecendo sua doença”, diz Hill, que é o diretor de serviços educacionais do Joslin Center.

Aqui estão algumas perguntas importantes que você deve responder quando estiver avaliando o manejo de seu diabetes em geral e como o clínico geral e a equipe de especialistas em diabetes têm administrado sua doença. “Se você não conhece Respostas a estas perguntas, pergunte à pessoa que lhe fornece a maior parte da sua gestão da diabetes (seja o seu médico de clínica geral, um especialista do Joslin Centre, um enfermeiro ou um diabetologista de outra instituição) na próxima vez que tiver controle médico “, diz Hill.

Boas perguntas também são fornecidas para discutir com seu novo clínico geral ou com o diabetologista se você pretende mudar de médico por causa de mudanças em seu plano de saúde, diz Jackson.

Seja seu próprio advogado
Se você não souber as respostas para todas essas perguntas, discuta-as com o médico mais envolvido no tratamento de seu diabetes durante as próximas visitas. Então pergunte a si mesmo como se sentiu quando estava fazendo essas perguntas. Se você se sentir confortável enquanto continua a conversa, isso pode sugerir que o médico estava ouvindo suas preocupações e não quis dizer que você estava chateado porque estava sendo questionado sobre sua prática médica. Se, ao contrário, ele sentisse que deveria parar de perguntar assim que começasse, seria porque o médico – de forma aberta ou secreta – estava enviando mensagens para ele porque de repente ele se sentiu desconfortável quando questionado sobre seu conhecimento sobre diabetes. ou porque incomoda você questionar uma figura tradicional de autoridade?

Quando você paga pelo seguro de saúde – “certifique-se de obter os serviços pelos quais está pagando” – diz o Dr. Jackson.

O que você deve fazer se você se sentir desconfortável?
Muitas pessoas se sentem desconfortáveis ​​quando têm que discutir esse assunto com seu médico. “Muitos de nós fomos educados acreditando que não podemos pedir ao pastor ou ao médico, que eles cuidarão de nós e que é melhor não pedir muito”, diz Hill. “Mas estudos como o Diabetes Control Trial e suas complicações mostram (DCCT) os resultados que um controle cuidadoso da glicemia reduz o risco de complicações. Neste momento, é muito importante certificar-se de que os membros da equipe de gerenciamento de diabetes sabem o que estão fazendo – e isso inclui você. Você, o paciente, é o membro mais importante da equipe que gerencia sua doença. Como resultado, você tem o direito de saber que os outros membros da equipe estão trabalhando com você e que você tem as habilidades para tornar a sua vida com diabetes administrável e livre de riscos, tanto quanto possível. ”

O que você deve fazer se você se sentir infeliz com o seu médico, e suas opções são limitadas aos médicos associados à sua companhia de seguros?
“Pergunte”, recomenda Hill. “Participe de reuniões da associação local de diabetes e tente encontrar outros pacientes com diabetes que possam ter encontrado um bom clínico geral e / ou um bom diabetologista que possa ser coberto pela sua seguradora”. Entreviste os clínicos gerais de seus amigos que Eles não têm diabetes, mas dizem que seu médico é acessível e parece ter conhecimento sobre um número de entidades médicas. Isso é possível para um médico saber sobre diabetes ou se ele não tem diabetes, ele estará disposto a encaminhá-lo para um especialista, e continuará a dar-lhe cuidado geral não relacionado ao diabetes ”

Como seu empregador pode ajudá-lo?
Você pode considerar dizer ao departamento de recursos humanos onde você trabalha sobre sua insatisfação com os cuidados médicos que está recebendo sob o plano de saúde oferecido, especialmente se a cobertura médica mudou recentemente e você sente que seu atendimento médico está sofrendo de esse motivo. Enquanto as seguradoras, em média, têm um cliente inscrito por três anos antes que este indivíduo mude de seguro ou troque de emprego, as estatísticas mostram que seu empregador o utilizará por muito mais tempo. A pouca provisão de serviços de saúde resulta no empobrecimento de seu desempenho no trabalho, ausências e baixa produtividade, sem mencionar os altos custos para a seguradora se você desenvolver complicações. Seu empregador provavelmente estará interessado em saber se você está preocupado com a qualidade de seu atendimento médico como resultado de mudanças na assistência médica. E a seguradora estará mais interessada em ouvir a voz de um empregador que está pagando pelo seguro de saúde de centenas ou milhares de trabalhadores, em vez de ouvir você, que representa apenas uma pessoa.

Ainda mais importante, seu empregador pode estar interessado em como você pode continuar a oferecer planos de saúde de baixo custo que atendam às necessidades da maioria de seus funcionários, oferecendo programas adicionais no trabalho que ajudarão a atender às necessidades dos trabalhadores com deficiência. diabetes, ou outros com problemas como obesidade, pressão alta e níveis elevados de lipídios, etc. Você pode propor ao departamento de recursos humanos que eles organizem dias de nutrição no local de trabalho e livre de custos para pessoas com esse tipo de problema; ou oferecer programas de perda de peso ou exercício além do programa básico de saúde, que o ajudará a desenvolver um programa de baixo custo para exercícios ou emagrecimento que o ajudará a administrar seu diabetes; ou melhor ainda, um programa de controle do estresse para ajudar os trabalhadores a baixar a pressão arterial.

Prepare-se para pagar do seu próprio bolso
As pessoas devem saber o que, ter seguro de saúde não implica um serviço de saúde gratuito completo. Pacientes com diabetes sempre têm que pagar pela educação em diabetes – e, em alguns casos, acabam frustrados no final. “Um componente importante para ser um consumidor educado é ter uma boa educação em diabetes”, diz Hill. “Embora as seguradoras tenham aumentado a cobertura dos programas de educação em diabetes, você provavelmente terá que pagar parte do custo”.

Além disso, se você precisar mudar de seguro, essa mudança no benefício de saúde pode fazer com que você deseje ter sua equipe anterior de gerenciamento de diabetes. Surpreendentemente, você pode estar em uma encruzilhada onde você não recebe a transferência que você quer ver novamente a equipe de gerenciamento de diabetes que você preferir. Ou o esforço envolvido em administrar seu diabetes e todas as outras coisas que estão acontecendo em sua vida o deixam sem energia suficiente para fazer toda a pesquisa necessária para obter essa transferência. Ou admitir, algumas pessoas se sentem desconfortáveis ​​quando têm que reclamar em seu próprio nome. Ou a atmosfera do seu trabalho pode fazer com que você se sinta desconfortável por ter de mencionar o serviço de saúde que recebe no departamento de recursos humanos de seu empregador.

Se você estiver em alguma dessas situações, deve, se possível, alocar uma quantia do seu dinheiro uma vez por ano para uma boa avaliação médica específica para seu diabetes – consulta médica, exames laboratoriais, educação em diabetes, exame de visão) com os especialistas de sua escolha, mesmo que eles não pertençam ao seu plano de saúde. Veja como aumentar o cuidado que você recebe através de sua seguradora. “Afinal, para garantir que seu carro sempre funcione bem, você deve investir de US $ 500 a US $ 1000 por ano em trocas de óleo e manutenção básica que exceda a garantia do seu carro”, sugere o Dr. Jackson. “Por que não fazer o mesmo com seu próprio corpo?”

Isso pode ajudá-lo de duas maneiras: primeiro, pode ajudá-lo a reafirmar que os cuidados com o diabetes estão onde deveria estar, e pode fornecer informações sobre como você pode melhorar seus cuidados com o diabetes. Segundo, se forem descobertos problemas mesmo com o seu seguro atual, você pode usar essas informações para ligar para o seu médico e seguradora para melhorar o serviço. “Talvez você possa aproveitar as informações sobre o plano para se referir ao plano, ou alguma ação adicional (por exemplo, referências de especialidade) dentro do plano para os médicos que podem ser categorizados como super especialistas, apenas para ser referido nas circunstâncias mais terríveis. ”

Como escolher sua seguradora?
Apesar das mudanças no mercado, a maioria dos pacientes segurados através de um empregador acredita que eles têm opções para escolher sua cobertura de saúde. O que você deve avaliar em planos de saúde quando você deve fazer a seleção anual? O que você deve avaliar em um plano de saúde se você estiver indo para mudar de emprego e um dos seus familiares segurados tem diabetes? Como você minimiza a desconformidade da agitação em sua equipe de seguro de saúde? Oferecemos abaixo uma série de perguntas para garantir que você saiba as respostas ao avaliar os planos de saúde:

Os médicos que estão administrando minha doença estão incluídos no plano de saúde?
Se forem, será fácil ou difícil obter transferências para esses especialistas? Como é fácil, em geral, conseguir uma transferência?
Ver o nome do seu médico na lista de fornecedores pode sugerir que você possa vê-los sempre que quiser, como costumava ser no passado. Isso pode não acontecer agora. Alguns planos, por exemplo, publicam listas com os nomes dos médicos que pertencem à sua rede de saúde. Mas eles são provedores de nível superior, o que significa que você só pode vê-los sim e somente se o clínico geral o recomendar e o diretor do plano de saúde aprová-lo. “Obter essa aprovação é um processo longo e sua solicitação pode ser negada, afinal. Em vez disso, o plano oferecerá cobertura com especialistas locais – um endocrinologista em sua comunidade não associado ao médico que você deseja ver, mesmo que o médico que você queira ver esteja na área.

Então, antes de se inscrever para um novo plano de saúde, não basta verificar o livro de prestadores de serviços médicos para ver se seus especialistas pertencem a esta rede de serviços. Também pergunte a seus especialistas diretamente como é difícil obter uma referência usando o plano de saúde que você está considerando.

Outras questões que a resposta deveria saber:

Quanto você deve pagar pelo co-pagamento e quanto é dedutível no plano de saúde que eu vou escolher? Qual é a diferença quando quero consultar um médico fora da rede?
A seguradora cobre coisas como educação para diabetes? Programas para perda de peso? Programas de exercícios? Consultas individuais com nutricionistas ou educadores certificados em diabetes? A franquia inclui o custo desses serviços? O plano de seguro inclui custos associados a esses programas em qualquer instituição ou apenas em determinados locais?
O plano cobre os custos incorridos com a compra de equipamentos para monitoramento, lancetas, controles, etc.? O que inclui seguro contra medicamentos? Abrange insulina e seringas?
Proporciona apoio na saúde mental? Cobrirá coisas como grupos de apoio ao diabetes ou aconselhamento individual? Quão fácil é obter um encaminhamento para um desses programas através deste programa de saúde?
Se o paciente com diabetes que vai ser afiliado tem uma complicação associada à doença, as regras que regulam a preexistência de determinadas doenças podem limitar a cobertura da seguradora nas referidas complicações ou para o cuidado da própria doença.
O paciente com diabetes considera a possibilidade de gravidez durante este plano de saúde? Em caso afirmativo, o plano de saúde cobrirá os exames mais comuns e exigirá visitas médicas? Quem são os especialistas em diabetes gestacional afiliados a este plano de saúde? Em que clínica é esperado que o bebê nasça? E quais são os serviços de neonatologia disponíveis lá?

Leia também: Cromofina funciona
Lembre-se de que cada plano de seguro tem vários sub-planos que são vendidos a grupos segurados pelo empregador. A única maneira de saber com certeza se o seu atendimento no Joslin Center será coberto, por exemplo, é perguntar diretamente à seguradora.

“A busca por um plano de saúde não é como costumava ser”, diz Hill. “Os pacientes devem ser consumidores mais agressivos para que possam obter os cuidados que antes obtinham pagando taxas e contas de seguro-saúde. seus médicos. Isso representa muito trabalho. Mas agora, mais do que nunca, somente o consumidor inteligente e informado que decidir ser um pouco agressivo terá o melhor serviço de saúde ”.

Estética vs Saúde: o fitness horsesh * t você tem se alimentado

Estética vs Saúde: o fitness horsesh * t você tem se alimentado

Minhas contas de mídia social foram recentemente inundadas com números de saúde de aptidão física de ambos os sexos, defendendo um estilo de vida saudável. Rasgue-se, bronzea-se, sorria, trabalhe duro, levante-se com força, beba shakes de proteína de tais e de tais marcas, seja um fisiculturista vegano natural, mova-se funcionalmente, etc.

runkare

Sua missão: tomar uma posição para inspirar as pessoas.

Com certeza, mais do que uma tendência crescente, acredito que isso seja resultado de minha própria pesquisa e atividade de navegação na web.

Embora seja louvável defender seus semelhantes para melhorar suas vidas, algumas armadilhas resultam descaradamente dessa abordagem – e isso não seria uma preocupação para mim se eu não estivesse vendo, semanalmente, pessoas pregando ou fazendo um estilo de vida questionável. escolhas em nome dele.

Aqui está em 7 palavras o resumo da minha humilde opinião sobre isso:

A estética não é um reflexo da saúde.

Vamos começar com o elefante na sala:

Um corpo saudável geralmente produz um físico decente.

Um bom físico não é necessariamente um produto de um estilo de vida saudável.

Simples, certo?

E, no entanto, muitas pessoas seguindo o fitness público admitem – ou se iludem em acreditar – que o bom físico é igual ao corpo saudável. Isso cheira a alguma forma de raciocínio indutivo. Horseshit, se você preferir.

Então, quando você ler alegação de que você vai ficar mais saudável, fazendo tal exercício e comendo tal suplemento, ea prova de que é um determinado físico – ligue o seu detector de BS. A pessoa não está necessariamente tentando atrair você. Alguns deles são genuínos, outros caíram na armadilha da indução – e é bem provável que você não possa fazer a distinção entre os dois.

Eu não estou colocando isso nelas. Eu estou colocando isso em nós – os seguidores.

Figuras públicas vão reivindicar o que quiserem, e só podemos supor que elas tenham as melhores intenções. É sua responsabilidade fazer escolhas para sua própria vida e possuí-las.

Lembre-se, eu não estou descartando a evidência científica de que nossas preferências naturais por corpos saudáveis ​​podem ser um comportamento arraigado que liga atratividade e saúde, a fim de maximizar a transmissão de nossos genes como espécie.

Estou apenas sugerindo que, em nossos dias, temos empurrado a estética até o ponto de uma preocupação de que essa relação não se aplica mais a essa extensão.

Deixe-me reformular isso:

Veias no estômago não é igual a saudável.

5% de massa corporal magra não é igual a saudável.

Uma parte superior maior não é igual a saudável.

Ter um físico mais magro ou mais rasgado do que aquele que você tem não significa ser mais saudável do que você é.

E também não significa o contrário (doentio), e esse é o problema.

Abra a sua conta IG. Você vai encontrar OK procurando pessoas que têm o estilo de vida mais saudável ao seu conhecimento, e corpos rasgados e mais atraentes que foram obtidos através de uma dieta e exercício questionável. E entre você encontrará excelentes e saudáveis ​​físicos, e até corpos sem inspiração, mas saudáveis!

Mais tons de cinza do que gostaríamos que fosse, certo?

Espere, mas quem diabos sou eu para julgar essa dieta e tal treino como sendo insalubre?

EXATAMENTE.

Obrigado por perguntar. Este é, em essência, o prelúdio de uma questão muito mais interessante para analisar suas escolhas com:

Qual é o seu critério de avaliação para a saúde?

É estética? Força? Mobilidade? Escolhas alimentares? Evacuações?

Os meus gravitam em torno da nutrição, suplementação adequada, sono, níveis de estresse, ADM e níveis de atividade física.

Eu não estou dizendo que eles são o evangelho, nem estou perto de ser a versão mais saudável de mim mesmo.

Mas pelo menos eu sei o que a saúde significa para mim.

E, portanto, toda vez que eu tiver uma birra sobre o quanto eu gostaria de ser mais, sei que isso não vem do lugar da saúde – mas provavelmente da autoimagem.

Uma vez que você sabe o que a saúde significa para você, você pode segregar em sua mente as ações que você toma para ser saudável, e as ações que você toma para ter uma boa aparência, e pare de mentir para si mesmo e aos outros sobre isso.

Leia também: Womax gel lipo funciona

O que naturalmente me leva à segunda pergunta:

O que você realmente quer?

Agora que você não está se iludindo em afirmar que tudo que você quer é estar saudável (quando foi a última vez que você fez um exame de sangue nesse sentido?), Talvez você possa realmente ver que o que você quer é um bom físico, ou um corpo saudável ou uma mistura de ambos.

Veja, eu não estou julgando mais quem é voltado para a estética. Muitos de nós estão, até certo ponto, no mesmo barco, e até mesmo os fisiculturistas experientes têm suas próprias razões para respirar a estética.

Gostaria de convidar você a refletir sobre sua principal preocupação em relação à saúde e à estética, porque quanto mais clareza você obtiver, mais eficientes serão suas ações e mais presente estará em quem você decide ser.

PS: Como sempre, apesar de como isso pode pousar, minha intenção é ampliar o escopo do

Fonte: https://www.valpopular.com/womax-gel-lipo-funciona/

10 Exercícios simples para fazer no CASA que garantem boas nádegas. De nada!

10 Exercícios simples para fazer no CASA que garantem boas nádegas. De nada!

DE JULIA AGUILAR | 18 de julho de 2015

Para ter boa saúde e também um corpo de inveja, é necessário exercitar-se, mas nem sempre é fácil. Além da falta de entusiasmo que têm muitas vezes e rotinas entediantes, que deve ser pago para estar matriculado em um ginásio é um monte de dinheiro apenas para ter a áspero e cheio de músculos gritando para você digitar o que fazer e como fazê-lo. Você sabe o que é o pior? Que na verdade você nem precisa disso.

Leia também: White Max funciona

Há exercícios muito simples com os quais você pode fazer uma rotina de 20 minutos em casa e que o ajudará a ter o corpo que você tanto deseja. Embora seja verdade que a princípio você será difícil e cansado, você só precisa ter perseverança e verá que com o passar do tempo tudo parece mais fácil. Faça 3 séries de 15 repetições cada, coma saudável, coloque refrigerantes, batatas fritas e doces, e em um mês você começará a ver os resultados.

1. Comece com os lagartos clássicos
exercícios (2)

2. Talvez este exercício seja difícil para você no começo, mas se anime, você pode!
exercícios (4)

3. Lembre-se de não desistir
exercícios (5)

4. Com prática toda vez que será mais fácil
exercícios (15)

5. Agora alguns agachamentos
exercícios (6)

6. Lembre-se de fazer 15 repetições 3 vezes
exercícios (8)

7. Se você não tem equipamento, imagine que você vai pegar algo
exercícios (14)

8. Você está quase pronto!
exercícios (1)

9. Os braços são uma parte importante que você tem que fortalecer
exercícios (13)

10. Trabalhar o abdômen e pronto!

‘Dicas’ para transformar seu corpo em um corpo bonito

‘Dicas’ para transformar seu corpo em um corpo bonito

Ficar em forma e com boa aparência durante o verão é uma das metas mais desejadas para todas as mulheres durante esse período; no entanto, pode se tornar uma decepção se não o fizermos corretamente. Mas isso não é simples, não significa que seja impossível. Temos que levar em conta vários fatores que ajudam a perder peso, mas a manter uma boa saúde. A treinadora Nuria Torres, dos centros de Curves, nos dá algumas pistas para alcançar nossos objetivos neste verão.

Leia também: Womax funciona

corpo-transformar

Realize exercícios físicos adequados ao corpo da mulher. O tipo mais adequado de treinamento para obter uma boa aparência corporal é um treino que inclui: exercícios de força, exercícios cardiovasculares e alongamentos. Portanto, precisamos encontrar um sistema de treinamento que inclua esses três aspectos. Por quê? Exercícios de força ajudam a aumentar a massa muscular. Se aumentarmos a massa muscular, obteremos uma figura mais estilizada, aumentaremos nosso metabolismo basal e isso nos ajudará a queimar mais calorias ao longo do dia. Sabemos que um bom treinamento de força nem sempre significa levantar pesos (halteres, polias, etc.), mas com máquinas hidráulicas como os do método Curves, projetado para trabalhar áreas específicas do corpo da mulher pode obter um treino mais eficazes e seguras e que também se adaptem melhor à nossa condição física e nós seremos os que colocam os limites. Por outro lado, exercícios cardiovasculares nos ajudam a queimar calorias durante o exercício, especialmente fluidos e toxinas. Exercício cardiovascular nos ajudará a manter um sistema circulatório saudável e aumentar a vitalidade e energia. Finalmente, nunca esqueçamos os trechos com os quais melhoraremos a flexibilidade e a correção postural.
– Lee: os melhores exercícios para perder peso

– Lee: 8 maneiras de acelerar o seu metabolismo para queimar mais

– Lee: O que você precisa saber para se esticar corretamente

Coma bem, melhor do que fazer dieta. Para poder perder peso e não recuperá-lo, devemos aumentar o nosso metabolismo e a chave – mais uma vez – é aumentar a massa muscular, tonificar. Desta forma, perderemos mais peso na forma de gordura e não a recuperaremos rapidamente. Além disso, devemos levar em conta algumas dicas de alimentação, como sempre incluem proteína em nosso prato (carne, peixe, ovos …); não coma menos do que o indicado – porque se comermos muito pouco, diminuiremos nosso metabolismo e não queimaremos o que comemos; e, preste atenção ao café da manhã, porque é a chave para uma alimentação saudável. Consumir a combinação certa de proteínas e carboidratos saudáveis ​​pode dar-lhe muita energia para lidar com uma manhã movimentada e, além disso, também pode ajudá-lo a manter seu apetite na baía pelo resto do dia. Por outro lado, lembre-se que comer 5 vezes ao dia é fundamental para que o corpo seja sempre alimentado e não precise gerar reservas. Se comermos a cada 3 ou 4 horas, faremos nosso metabolismo funcionar corretamente.
– Lee: Tome um bom café da manhã para manter o peso

– Lee: A proteína, seu aliado para atingir um peso ideal

Um bom profissional que irá aconselhá-lo e motivá-lo. Quem não parou de se exercitar ou seguir uma dieta por falta de motivação? Precisamos sempre de um bom profissional que nos motive a atingir nossos objetivos. Queremos ser a mãe perfeita, o amigo perfeito, o trabalhador perfeito e aquele que faz dieta e exercícios; mas nem sempre temos motivação suficiente para que, quando jogamos a toalha, nos encorajem a continuar com o nosso propósito. Sabemos que as mulheres precisam se exercitar e comer de forma saudável para entrar em forma e olhar o corpo, e temos que estar motivados. Está comprovado que 90% das mulheres que atingem seus objetivos receberam orientação adequada, especialmente no momento da dieta.

Dicas para ajudar com a ejaculação precoce

Colocar uma camisinha ajuda?

Isso pode ajudar porque o preservativo , especialmente se for um pouco espesso, vem como uma barreira para a sensibilidade no freio, logo abaixo da glande, e ajuda a ejacular mais devagar. Além disso, algumas marcas têm preservativos cuja cabeça foi espessada, para limitar as sensações apenas neste local.

Outros métodos são eficazes?

Ao contrário do que se pode ler na internet, o stop and go ou o squeezing não dão resultados convincentes.

  • Para parar e ir , o casal deve parar qualquer movimento quando o homem sentir a emoção chegando. Isso muitas vezes é frustrante para a mulher que não alcança o prazer, e muitas vezes inútil para o homem que tem o trabalho de antecipar o ponto sem retorno.
  • A compressão é ainda pior já que a mulher deve, além disso, pressionar o polegar no freio para estrangular a glande …

Por outro lado, praticar a respiração corporal dá bons resultados. Nós ajudamos o homem a se reeducar. Para isso, ele pratica exercícios de respiração pela barriga: inspira pela boca a inflar sua barriga, depois expira esvaziando-a. Então ele aprende a mover a pélvis: de pé, pernas ligeiramente flexionadas, ele move a bunda para trás ou para frente. E então, combina os dois: inspira e infla a barriga quando as nádegas estão para trás e sopra para esvaziar o estômago, levando a pélvis para a frente.

Ele treina sozinho em casa e quando ele domina isso, ele começa a se masturbar ao mesmo tempo. Mas em vez de a mão se mover no pênis, é a haste que vai para a mão. Se a excitação for muito forte, ele usa ainda mais respiração para diminuir a pressão. Quando ele chega lá sozinho, ele pode tentar com seu parceiro. O melhor é então começar junto com as carícias, então a mulher se masturba e, quando todas essas etapas estiverem indo bem, elas podem tentar ter um relacionamento com a penetração.

Conheça nosso site de problemas sexuais preferido, lá você consegue encontrar dicas de qualquer problema que você esteja passando.

É melhor adotar certas posições sexuais?

É necessário que o homem possa se concentrar em seu corpo, em suas sensações. E não é muito fácil se ele está em seu parceiro, seus braços estendidos e que, muscularmente, ele está cansado! Podemos, portanto, sugerir duas posições.

  • O primeiro requer uma participação ativa de sua esposa: ele está deitado de costas, ela está sentada sobre ele. Assim, se ela concordar em jogar o jogo, é ela quem vai se mover, e ele estará mais relaxado, mais capaz de sentir e gerenciar o que está acontecendo em seu corpo. Mas é necessário que a mulher seja deixada para fazer amor também. Se ela aceitar dizendo “Esta é a última chance que eu te dou!”, Não vai funcionar! Um contexto favorável deve ser criado para reduzir o estresse.
  • Outra posição, mais simples de propor para o homem, e menos cansativa também para o seu parceiro, é estar deitado ambos, o homem na mulher, mas ambos ligeiramente de lado, para que o o homem é parcialmente apoiado pelo colchão e não descansa seu peso em sua esposa. As bacias se tocam, mas a parte superior do corpo é separada. Assim, ambos os parceiros podem olhar um para o outro, beijar, acariciar um ao outro. A mulher sente que o marido está interessado nela, que está em fase e não notará necessariamente as quebras que o homem fará se sentir o desejo de ocupar muito espaço. Tenha cuidado, no entanto, com o abuso de carícias ou estímulos: quanto mais animado o homem estiver, maior a probabilidade dele ficar sobrecarregado!

Existem medicamentos para retardar a ejaculação?

Apenas uma droga tem autorização de comercialização (MA) nesta indicação adequada de ejaculação rápida  : é Priligy . Um comprimido deve ser tomado uma a três horas antes do relatório. Como seu princípio ativo é rapidamente eliminado, ele pode ser administrado pontualmente, quando o homem precisar, sem que haja efeito do desmame. Este medicamento está disponível há cerca de dois anos e atua sobre a quantidade de serotonina presente no organismo. Os pacientes parecem achar que isso os ajuda a retardar a ejaculação o suficiente.

Às vezes, também podemos dar um creme anestésico, que é colocado em uma camada muito fina na coroa da glande. Mas os homens têm menos sensações. Além disso, não coloque muito, caso contrário, pode irritar a vagina do parceiro. Estes cremes, que têm um efeito colateral na ejaculação são inicialmente destinados a tratar outros problemas.

Quais são as causas da impotência sexual?

Quais são as causas da impotência sexual?

As causas da impotência sexual podem ser de origem psicológica como ansiedade ou estresse, ou orgânica, como doenças, cirurgias, tabagismo, depressão, abuso de álcool, uso de medicamentos, entre outras. Contudo, a maioria dos homens com disfunção erétil apresenta as duas componentes do problema (psicológica e orgânica).

Saiba mais: Androzene

Os principais fatores de risco relacionados com a impotência sexual são: diabetes, doenças cardiovasculares (hipertensão arterial, arritmia cardíaca, aterosclerose, doenças coronárias), renais e neurológicas, tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, obesidade, doenças da próstata, depressão e idade.

Outras condições que podem levar à dificuldade de ereção incluem a doença de Peyronie (pênis curvado), alterações hormonais (queda do hormônio testosterona), hiperplasia benigna da próstata e tratamento do câncer de próstata.

Praticamente metade dos homens com diabetes e aproximadamente 40% dos que têm doenças cardiovasculares apresentam algum grau de disfunção erétil.

O diabetes, quando não controlado adequadamente, provoca um estreitamento dos vasos sanguíneos que diminui o fluxo sanguíneo e dificulta a ereção.

Quanto à idade, sabe-se que cerca de 50% dos homens com mais de 40 anos podem ter algum problema de ereção.

Já entre os jovens a principal causa de impotência sexual está relacionada com fatores psicológicos.

A impotência sexual é definida pela dificuldade em obter ou manter uma ereção adequada para ter uma relação sexual satisfatória. Porém, é importante lembrar que nem todos os homens que têm problemas de ereção de vez em quando sofrem de disfunção erétil.

No entanto, se o problema for recorrente, então é necessário procurar um médico urologista para fazer uma avaliação clínica e receber o tratamento adequado.

Perda de peso: hábitos saudáveis ​​que a prejudicam

Perda de peso: hábitos saudáveis ​​que a prejudicam

Embora você esteja levando uma vida saudável com bons hábitos de saúde, há alguns que podem prejudicar sua perda de peso, aqui lhe explicamos quais são.
Benefícios de acampar para o corpo e mente
Açúcar refinado: como parar de consumi-lo
Um dia no campo: confira seus benefícios!

92
Compartilhado

De modo geral, as pessoas pensam que mudar de hábitos de vida para outros mais saudáveis, como melhorar sua dieta, ir à academia e dormir mais as ajudarão a perder peso. No entanto desconhecem que há outros hábitos que devem ser seguidos para atingir esse objetivo. Confira!

1. Reduzir drasticamente as porções de alimentos pode afetar a perda de peso
Conseguir que a quantidade que você come seja a correta, não deve significar matar você de fome. Se você reduzir muito o que coloca no prato, seu corpo vai reagir a isso, e nada de bom vai acontecer. Seus hormônios se voltarão contra você e seu organismo entrará em um estado contínuo de fome.

Isso vai arrastar você para a ansiedade, e a sensação de fracasso em seu plano. A solução é conseguir um equilíbrio perfeito entre proteínas, vegetais, e gorduras saudáveis ​​de 3 a 5 horas.

Leia também: Womax é bom

2. Apostar em alimentos light
Apostar em alimentos light, ou com baixo teor de gordura não é sinônimo de positivo para seus interesses. Muitas vezes, esses produtos incorporam mais açúcares, ou outros aditivos que prejudicam mais as suas intenções de perder peso, do que o produto ” não light “.

Apostar em alimentos light ​​prejudica a perda de peso
Além disso, seu corpo precisa de gorduras, e se você tirar todas elas, voltamos ao mesmo problema de antes. A única gordura que você deve remover é a ” trans “, geralmente está contida em alimentos processados, como bolos, biscoitos, batatas fritas, etc.

Experimente alimentos com gorduras saudáveis, como salmão, nozes ou abacate. Este tipo de hábito saudável ​​pode ser realmente contraproducente para uma dieta saudável.

Recomendamos que você leia: 5 estratégias que toda mulher deve seguir para acabar com o estresse e a ansiedades

3. Recorrer sempre às barras e bebidas energéticas
Encher seu depósito de energia com barras e bebidas energéticas, só é uma boa ideia se você vai praticar esportes mais tarde. A maioria delas tem muitas calorias, e podem inclusive fazer com que o exercício que você realizou não valha de nada, quanto a perda de peso diz respeito.

Recomendamos a água antes, durante, e depois de suas sessões de exercícios, além de comer frutos secos, para aumentar nossas reservas de energia.

4. Fazer um exercício cardio em excesso
Certamente, este é um dos piores hábitos saudáveis ​​integrados. Não fique obcecado em fazer cardio todos os dias. Você não perderá tanto peso quanto se combinasse cardio com trabalho de força.

Se você conseguir fortalecer seus músculos, vai queimar mais calorias. Tente trabalhar com o HIIT por cerca de três dias por semana, alternando com o trabalho de cardio, por mais alguns dias.

Fazer um exercício cardio em excesso ​​prejudica a perda de peso
5. Deixar de usar adoçantes artificiais
Sem dúvida alguma, o açúcar adicionado às refeições é uma má ideia. No entanto, a opção alimentar com adoçantes artificiais não é melhor.

Talvez, a curto prazo ajudem a perder peso, mas a longo prazo você corre o risco de sofrer outros problemas de saúde, como diabetes, ou doenças cardiovasculares.

Leia também:Isso é o que acontece com o colesterol ao comer um abacate por dia

6. Priorizar os alimentos sem glúten
Recentemente, tornou-se moda consumir alimentos sem glúten para perder peso. Isso é um erro grave. A menos que você seja celíaco, não deve tomar essa decisão.

Quando os fabricantes de produtos removem o glúten dos alimentos, incluem outros alimentos altamente calóricos para que os alimentos sem glúten tenham um melhor sabor.

Portanto, se nosso objetivo é perder peso, esse é um dos hábitos saudáveis ​​que não nos servirão de forma alguma.

Priorizar os alimentos sem glúten ​​prejudica a perda de peso
Em suma, evitar esses hábitos saudáveis contraproducentes ​​nos permitirão manter uma dieta saudável e um estilo de vida adequado, sem cair em erros comuns devido à falta de informação.

As chaves para uma dieta saudável são:

Em primeiro lugar, servir bem as proporções
Além disso, combinar bem os alimentos
Finalmente, garantir que cada prato tenha a quantidade adequada de cada nutriente.
Em conclusão, esta é a maneira mais adequada e simples de perder peso, além de ser a mais eficaz. Assim, não será necessário recorrer a métodos complicados de autoengano, ou práticas malucas para tentar seguir uma determinada dieta.

Também devemos levar em conta os componentes dos produtos que compramos, e como dissemos, ler atentamente os rótulos e nos informar sobre o que cada item contém.

Assim, podemos estar mais conscientes do que comemos sem ter que passar o dia inteiro contando calorias.

TESTEI: KIT BANHO DE LUA LIGHTNER

TESTEI: KIT BANHO DE LUA LIGHTNER

Leia também: Banho de Lua dicas

Não sei se já contei pra vocês, mas eu tenho alergia a cera depilatória e a lâmina! Pois é, eu acabo usando a lâmina porque né, não dá pra ficar peluda, eu não sou um ursinho, hahaha!

Nas axilas e virilha não tem muito jeito, eu uso lâmina mesmo e vivo passando alguns produtos para diminuir o incômodo da alergia.

Já nas pernas eu costumo usar lâmina só do joelho pra baixo, pois nessa região eu geralmente não tenho problemas. As coxas, principalmente a parte interna delas, é que causam problemas.

Por isso eu geralmente uso descolorante nas coxas, assim eu evito de ter problemas de alergia e ficar com a pele cheia de bolinhas.

Há um tempinho atrás recebi da Cless o kit Banho de Lua Lightner, que eu sempre tive curiosidade de testar.

Usei o produto e agora vou contar em detalhes o que achei!

O que a marca diz? Oferece clareamento de alta performance dos pelos e um tratamento revitalizador da pele proporcionado pelo caviar. O caviar é rico em vitaminas A, E, F e ácidos graxos essenciais, que restaura a hidratação da pele e ajuda a prevenir o envelhecimento precoce. O pó descolorante sem amônia é suave para a pele, e evita o desconforto e o odor incômodo durante o clareamento.

O que eu achei? Dentro da embalagem vem 3 sachês (1 de descolorante, 1 de esfoliante e 1 de parafina protetora), 1 potinho plástico, uma espátula e 1 água oxigenada de 30 volumes.

Quando vi a água oxigenada de 30 volumes quase caí pra trás! Pensei: Esse negócio vai “pinicar” pra caramba! Mas usei o produto mesmo assim, afinal blogueira serve pra isso mesmo, testar as coisas, hahaha!

Misturei a água oxigenada com o pó descolorante em um outro potinho que tenho, usando um pincel de cabelos que eu particularmente gosto mais do que usar a espátula.

Passei a parafina protetora na pele e achei bem interessante a textura dela, pois mesmo sendo bem grossa é fácil de espalhar, além de ter um cheirinho bem gostoso. A textura da parafina lembra aquele gel-cola que os meninos usam pra deixar o cabelo bem espetado!

Depois da parafina, passei a mistura de descolorante morrendo de medo achando que ia incomodar, mas realmente o produto cumpre o que promete: clareamento rápido e zero desconforto!

Meninas, essa parafina realmente não deixa a descoloração desconfortável, não arde e não pinica NADA! E como tem água oxigenada de 30, clareou bem rapidinho! 10 minutinhos já foram suficientes pra ficar com os pelos bem loirinhos!

Na hora de enxaguar senti o quanto a parafina é potente: ela não saiu com muita facilidade só com água, mesmo esfregando bastante. Só saiu totalmente quando eu usei o esfoliante que também vem no kit.

O esfoliante tem um poder médio de abrasão, ou seja, não é tão leve, mas também não chega a ser agressivo. Acredito que tem o poder de abrasão ideal para o tratamento. Depois que enxaguei o esfoliante senti a pele lisinha, hidratada e com todos os pelinhos loiros! Adorei!

Pela primeira vez eu consegui descolorir os pelos rapidamente, sem pinicar e ainda deixar a pele hidratada!

Esse kit que eu recebi é para 1 aplicação e custa em média R$12,00. Acho que a quantidade que vem é ideal para uma aplicação no corpo inteiro, incluindo braços. Como eu só usei nas pernas, vai dar para usar uma segunda vez.

Então se você comprar 1 kit desses e for usar só nas pernas, acredito que vai dar para usar duas vezes como deu pra mim!

Conclusão: Excelente kit de banho de lua, pois é bem completo (acompanha parafina protetora e esfoliante), oferece clareamento rápido e não incomoda em nada! Além disso tem preço bem acessível! Adorei e recomendo!

Sete dias experimentando seis viagras femininos

Sete dias experimentando seis viagras femininos

Sete dias experimentando seis viagras femininos e…
Estimulante sexual feminino; a realidade que poucos sabem

Uma jovem Londrina, Chloe Cross, foi a autora do experimento. Durante sete dias provou seis tipos de substâncias que se propõem a potencializar o desejo sexual.

Dia 1. Pink Venus Shot – R$ 16,60 –Laboratório: Ann Summers

Contem duas vezes mais cafeína que uma xícara de café, o que irá deixá-la um pouco ligada. Mas duas xícaras de café são bem mais baratas. Desaprovada. Nota 2.

Dia 2. Viafem – R$ 57,64 – Laboratório: Holland & Barret

As cápsulas contêm uma mistura de oito ervas. Aparentemente aumenta o fluxo sanguíneo vaginal e clitoriano. Resultado: inconclusivo. Nota 6.

Dia 3. Gold Max – R$ 28,84 – Laboratório: Harmony

Aumento de fluxo sanguíneo e desejo sexual elevado. Resultado: Aprovado. Nota 8,5.

Dia 4. Gold Max novamente. Resultado: Aprovado de novo.

Dia 5. Bai He Di Huang – R$4 0,15 – Laboratório: Natural Wellness London

Causador de confusão. Descrito como apropriado para disfunção erétil masculina. Resultado: Desaprovado. Nota 3.

Dia 6. Spanish Fly – R$ 40 – Laboratório: Jonas Bros

Descrito como um dos mais antigos afrodisíacos. Contém cantaridina. A embalagem é pornográfica. Promete muito e não apresenta mudança. Resultado: Desaprovado. Nota 2.

Dia 7. Magnum Ronic Wine – R$ 12,40 – Laboratório: desconhecido

É um vinho com 16% de teor alcoólico e de péssimo gosto. Não ocasiona mudança. Resultado: Desaprovado. Nota 3.

Sete dias experimentando seis viagras femininos e…
E ainda tem mais…

Saiba mais: estimulante sexual benefícios

Dois outros produtos que tem como propaganda aumentar significativamente o prazer sexual das mulheres estão chegando às lojas de Londres. Lady Prelox é vendido por R$ 132 por 60 comprimidos de cor rosa e é à base de ervas. Lovegra é a denominação popular para o citrato de sildenafil – Viagra – para as mulheres, vendido por R$ 60. É descrito como a versão rosa do Kamagra. A propaganda diz que ele funciona aumentando o fluxo sanguíneo genital e mudanças na vagina, trazendo como resultados um prazer intensificado durante a atividade sexual.

O presidente da Associação de Aconselhamento Sexual de Londres diz que: “Sabemos que em homens a disfunção sexual é basicamente um problema vascular. Não temos ainda evidências concretas disso em mulheres, mas pode haver uma relação. A obstetra e ginecologista Andy Heeps, no entanto, se diz cética quanto ao assunto. Ela afirma que disfunção sexual feminina é uma área complexa e que não há uma única causa, então não há solução mágica.

Sete dias experimentando seis viagras femininos e…
Hooters: “rede de restaurantes dos machos”, com garçonetes sensuais e telões para futebol vai crescer no Brasil

Conhecida há três décadas por ser a “rede das garçonetes sensuais”, a cadeia norte Americana de restaurantes Hooters deve dar um passo importante neste ano para consolidar sua presença no Brasil. Apesar de contar ainda com poucas unidades em território nacional, apenas três, a rede apresenta números animadores: de um faturamento inaugural de R$13 milhões em 2012, fechou 2013 com R$ 18 milhões – um salto da ordem de 40%.

A primeira unidade foi aberta na Vila Olímpia, uma das mecas da balada na capital paulista, seguindo-se mais duas – uma na Mooca e outra em Santo André. Os empresários abrirão a quarta unidade, neste ano no Rio de Janeiro e pensam em outras em Curitiba e no Nordeste. A rede está presente em 28 países contando com mais de 400 unidades.

Sete dias experimentando seis viagras femininos e…
O surgimento da Hooters aconteceu de forma pouco convencional

Em 1983, seis amigos – sem nenhuma familiaridade com o segmento – decidiram abrir um restaurante em Clearwater, na Flórida. O grupo era composto por um carpinteiro, um vendedor de bebidas alcoólicas, dois pintores e um corretor de imóveis. A ideia de ter garçonetes sensuais surgiu de quando encontraram, por acaso, uma praticante de jogging na praia; um dos sócios a convenceu a trabalhar no restaurante. Foi de seu hábito de usar shorts e camisetas no trabalho que nasceu o conceito dos uniformes das atendentes no mundo. Os telões? Não há necessidade de explicar. Os sócios eram fanáticos por futebol americano. A Hooters é a maior concorrente da rede Outback. Algum campo-grandense se habilita?

Sete dias experimentando seis viagras femininos e…
Sete dias experimentando seis viagras femininos e…
E se alguém resolvesse ir além do sobá?

Campo Grande reconheceu o sobá como “bem cultural de natureza imaterial” por meio do decreto municipal n° 9.685, de 18 de julho de 2006 e ele também foi tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O sobá é feito originalmente com trigo sarraceno, mas em Campo Grande ele é feito com farinha branca. Costumava-se usar cinzas vegetais na massa, contudo, a instabilidade no fornecimento das cinzas acabou por retirá-las da receita. Hoje são usados processos mais longos de sova da massa. O “segredo” está na produção da massa. Após ser fervido, o macarrão recebe uma camada de óleo e é resfriado naturalmente. O macarrão absorve o óleo, fator que aumenta sua durabilidade.

A composição do caldo é variada de acordo com o restaurante. Na versão original, de Okinawa, são usados ossos de porco (tonkotsu), shoyu, saquê, sal e gengibre. A distinção para o udon está no fato de que não se usa o (dashi) caldo de peixe. O caldo servido na tigela é acompanhado do macarrão, da carne (preferimos a bovina), cebolinha e omelete picada, com gengibre ralado à parte. Existem projetos de deixar como opção de proteína a carne-de-sol e tofu, mas nada que modifique o caldo.

O tradicional paladar campo-grandense e suas “mudancinhas”

Para os “conservadores” dificilmente os hábitos alimentares dos campo-grandenses vai ser modificado, gostamos da cozinha internacional “adaptada” ao nosso paladar, porém, os mesmos conservadores não teriam acreditado que o sushi se tornaria uma moda (em boa parte do Brasil) e hoje faz parte da rotina gastronômica da cidade.

Pois bem, há dez anos, em Nova Iorque, se você falasse para alguém que estava indo comer noodles todo mundo iria pressupor que você estava falando de sobá. Hoje, todo mundo vai te perguntar qual o seu ramen (macarrão feito a base de ovos) favorito e se vocês podem combinar de ir a um restaurante de ramen durante a semana. Primeiro, o ramen surgiu como um prato em restaurantes elitistas – no East Village – contudo, hoje, é possível encontrar um lugar para comer ramen em quase qualquer parte da cidade.

Novos restaurantes abrem a cada semana e chefs japoneses e americanos disputam a arte do chashu e do tonkotsu. Os fanáticos por noodles compartilham os endereços dos novos lugares (muitos relativamente escondidos) para jantares após festas ou para refeições mais corriqueiras.

A mudança do sobá para a mania do ramen se parece com a “moda do sushi” no Brasil. Ou seja, já não é mais nem moda, já foi incorporada no roteiro gastronômico. Enquanto o sobá dos nova-iorquinos é bem parecido com o de Campo Grande, com a diferença da manutenção do caldo de peixe na receita, os caldos que acompanham o ramen tendem a ser mais encorpados e intensos. Hoje, enquanto o sobá continua a ser um prato relativamente elitista em Nova Iorque e pode ser encontrado em restaurantes com a serenidade de um templo, o ramen é barato (cerca de US$12) e está mais próximo dos estudantes e dos trabalhadores. Será que alguém se arrisca a meter a mão nesse “novo caldo” em Campo Grande?

Quer ter um rosto macio? Aprenda a fazer limpeza de pele caseira

Quer ter um rosto macio? Aprenda a fazer limpeza de pele caseira

Esse procedimento tem como objetivo remover todas as impurezas, oleosidade e sebo da pele e ainda desobstruir os poros

Você costuma cuidar da sua pele? Se não, chegou a hora de ser adepto da limpeza de pele caseira para o rosto. Esse procedimento tem como objetivo remover todas as impurezas, oleosidade e sebo da pele e ainda desobstruir os poros, o que é fundamental para prevenir doenças e melhorar a aparência do rosto. O ideal é fazer limpeza de pele a cada 30 dias.

Leia também: limpeza de pele

Para realizar a limpeza de pele caseira, você precisa ter um sabonete ou gel de limpeza neutro, um esfoliante, um tônico e um hidratante facial. Entenda como usar cada um deles com as dicas do Tudo Ela:

1) Lave o rosto com um sabonete ou gel de limpeza e enxague abundantemente;

2) Ferva água, coloque em uma bacia e aproxime o rosto do vapor por aproximadamente três minutos. Pois o vapor dilata os poros e facilita a remoção de impurezas;

3) Aplique o creme esfoliante em movimentos circulares e delicados, principalmente na zona T do rosto (testa, nariz e queixo), que geralmente acumulam mais oleosidade;

4) Enxágue o rosto com água fria para remover todos os resíduos do esfoliante. A temperatura da água vai fechar os poros da pele;

5) Pegue um algodão para aplicar o tônico facial e espalhar o produto por todo o rosto;

6) Finalize com um hidratante facial específico para seu tipo de pele, prefira os que possuem fator de protetor solar.

MANTEIGA DE CACAU – BENEFÍCIOS, PROPRIEDADES E 1.000 UTILIDADES

MANTEIGA DE CACAU – BENEFÍCIOS, PROPRIEDADES E 1.000 UTILIDADES

Quando ouvimos falar de manteiga de cacau, já associamos como um produto para hidratar os lábios, porém, existem múltiplas utilizações, que as pessoas desconhecem, dessa substância natural cheia de benefícios e propriedades saudáveis para nosso corpo. Por isso, neste conteúdo serão abordados os seguintes assuntos:

Índice
O que é e composição
Propriedades da manteiga de cacau
Benefícios da manteiga de cacau
Utilizações da manteiga de cacau
Como usar
Dicas para uso doméstico
Como escolher a manteiga de cacau antes de comprar e consumir
Onde comprar
Manteiga de cacau, a curinga do Lar
1. O que é e composição
O cacaueiro (Theobroma cacao L) é uma árvore nativa da Bacia Amazônica, espalhada, de forma ampla, pelas Américas. O consumo do cacau, fruto dessa árvore, é contado na história, desde os tempos remotos, das antigas civilizações Maia e Asteca.

A manteiga de cacau é extraída do fruto do cacau. Para produzir a manteiga de cacau, o fruto precisa estar maduro, ser fermentado, seco, torrado e prensado. Através desse processo, se extrai uma gordura sólida, seca e meio amarelada, que é a manteiga de cacau.

Leia também: Lábios ressecados causas

Essa substância natural tem em sua composição ácido oleico, ácido palmítico e ácido esteárico, ácidos graxos vegetais muito benéficos para a pele e o corpo.

Esse produto natural pode ser utilizado como ingrediente das seguintes formas:

em diversos tipos alimentos;
em receitas culinárias;
nos mais variados produtos cosméticos;
na indústria farmacêutica;
na fabricação de sabões e sabonetes;
como substitutiva de óleos e gorduras na culinária.

2. Propriedades da manteiga de cacau
A manteiga de cacau é um ingrediente natural, que há séculos vem sendo utilizado para cuidado, saúde e beleza da pele e do corpo, graças às suas propriedades terapeuticas e hidratantes.

Vejamos algumas delas:

Hidratante: por ser rica em ácidos graxos vegetais
Emoliente: propriedade de amolecer a pele, por isso, serve para tratar calosidades, por exemplo
Anti-idade: devido aos polifenóis, que fazem parte de sua constituição, a manteiga de cacau tem poder antioxidante, por isso neutraliza a ação dos radicais livres no corpo, causados por agentes externos, que desencadeiam o envelhecimento celular.
Anti-inflamatório: fortalece e protege a pele de infecções e inflamações
Cicatrizante: contribui para restauração e regeneração de feridas e ressecamentos na pele e nos lábios.
Refrescante: alivia a ardência da queimadura de sol

3. Benefícios da manteiga de cacau
A manteiga de cacau, como alimento, proporciona os seguintes benefícios:

Fortalece o sistema imunológico
Promove o equilíbrio hormonal
Melhora o humor por aumentar os níveis de endorfina e serotonina
Combate a constipação e melhora funções intestinais
Contribui para a saúde do coração pois, as gorduras saturadas derivadas das plantas, são consideradas benéficas pelos especialistas em saúde, por reduzirem os riscos de doenças cardiovasculares
Combate a aterosclerose (endurecimento das veias), devido a ação dos polifenóis e suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias

4. Utilizações da manteiga de cacau
manteiga de cacau 2
Na alimentação

A manteiga de cacau, geralmente, é utilizada na composição do chocolate de tablete ou em pó, mas também, pode ser uma opção substitutiva, usada no lugar da manteiga de origem animal, principalmente, em receitas de doces.

Na culinária, a manteiga de cacau pode ser utilizada como ingrediente para fazer

chocolates caseiros
tortas
bolos doces
docinhos de festas
recheios e cobertura de bolos
rocamboles e pavês
muffins
cookies
como substitutiva, em frituras, do óleo vegetal ou manteiga de leite
Na cosmética

A indústria cosmética utiliza bastante a manteiga de cacau como ingrediente na composição de batons, cremes para o rosto, condicionadores, shampoos, sabonetes, hidratantes corporais, etc.

Na indústria farmacêutica

A manteiga de cacau é utilizada como ingrediente na fabricação de óvulos de farmácia e supositórios.

Em produtos de limpeza

A manteiga de cacau serve como base ou ingrediente na formulação de sabões e sabonetes.

5. Como usar
Dicas e sugestões de utilizações da manteiga de cacau pura, para cuidados do corpo e da beleza:

Banho relaxante -;basta dissolver 2 colheres de sopa de manteiga de cacau na água da banheira e ficar nela, por pelo menos 20 minutos.;
Como tratamento capilar e anti-frizz do cabelo -;usa-se este produto, derretendo-o com o calor das mãos e passa-se no cabelo, pré ou pós shampoo. Isso irá ajudar a amaciá-los e hidratá-los, deixando-os mais sedosos.
Pós – depilação ou barbear -;pode-se adicionar a manteiga de cacau à espuma de barbear ou usá-la no lugar dela também, como hidratante para a pele um dia depois da depilação, para não entupir os poros.
Para aliviar a queimadura solar -;o uso da manteiga de cacau pura, diminui os efeitos incômodos das ardência na pele.
Como hidratante labial;-;combate o ressecamento e rachaduras dos lábios, principalmente, no inverno.
A manteiga de cacau alivia -; o desconforto das picadas de insetos, diminuindo a coceira e o ardor, e trata pequenos cortes, ajudando no processo de cicatrização destes.
Para fixar e modelar as sobrancelhas -;para isso, passa-se a manteiga de cacau sobre as sobrancelhas.
Pode ser utilizada como batom -;para dar a cor, pode-se colocar um pouco de sumo da beterraba junto à manteiga de cacau e, assim, fica um batom bem natural.
Hidratante dos pés -;para tratar rachaduras, calosidades e ressecamentos.
Prolongar a duração da sombra nos olhos na maquiagem, para isso, passa-se um pouco de manteiga de cacau nas pálpebras maquiadas.
Amaciar e amolecer as cutículas -;antes de fazer manicure passa-se a manteiga de cacau nas cutículas, facilitando, assim, a remoção destas.

6. Dicas para uso doméstico
Sapatos que machucam -;passar um pouco de manteiga de cacau nas áreas dos pés afetadas por sapatos que machucam, principalmente, se forem novos.
Zíper emperrado -;para desemperrar um zíper, pode-se lubrificá-lo, isso ajudará a facilitar o zíper de deslizar novamente.
Para tirar um anel -;se o dedo inchou e está difícil de tirar o anel, pode-se passar a manteiga de cacau para facilitar o seu deslizamento e remoção.
Na falta de uma vela -;dá para utilizar a manteiga de cacau, basta colocar um fósforo enfiado na barra da manteiga e acender.

7. Como escolher a manteiga de cacau antes de comprar e consumir
Leia o rótulo para ver se sua formulação é realmente pura e sem adição de outros óleos.

Dê preferência para a manteiga de cacau pura e orgânica, pois além dos diversos usos, pode ser utilizada em receitas culinárias.

8. Onde comprar
Em lojas físicas e virtuais, que pode ser de produtos naturais, armazéns cerealistas ou empórios.

9. Manteiga de cacau, a curinga do Lar
Agora sabendo das múltiplas finalidades da manteiga de cacau, dá para incluí-la no arsenal de mil e uma utilidades de lar.

Se souber de mais utilizações da manteiga de cacau, deixe nos comentários para ampliarmos a lista de usos da manteiga de cacau e aproveitarmos todos os benefícios desse produto natural!

ÓLEO CORPORAL NATURA SÈVE DE AVELÃ – RESENHA

ÓLEO CORPORAL NATURA SÈVE DE AVELÃ – RESENHA

Leia também: Óleo de rosa mosqueta estria

Oi gatíssima, tudo bom? Eu amo produtinhos pra pele, amo a maciez que deixa, e o cheiro maravilhoso na minha pele, principalmente agora nesta época de frio. Isso quando o produto é bom, né? Porque tem uns… rsrs. E você, gosta de produto de pele ou não? Enfim, trouxe hoje a resenha do óleo corporal natura seve de avelã. Vamos lá?

Sobre o produto:

Migs, ele é (obviamente, rsrs) um óleo bem grossinho, viscoso, de um tom um pouco amarronzado, porém transparente. A embalagem é 200 ml, num frasco bem tradicional da linha, desde que sou pequena conheço óleo seve com esta embalagem. O preço varia de 50,00 a 75,00 dependendo da época das vendas das revistas e dos vendedores online. Ah e este óleo é COM enxágue!

O que eu achei:

Eu amei! Pra mim é o que tem o melhor cheiro de todos os óleos da natura seve, o óleo apesar de ser grossinho é fácil de espalhar pela pele, e o fato de ser um óleo corporal com enxágue é ótimo, pois não ficamos com aquele aspecto engordurado na pele e o óleo rende muito mais porque espalha BEM mais rápido. O resultado depois também é maravilhoso, deixa a pele super macia, hidratada e com um cheiro muito bom que dura por bastante tempo! Amo usar no banho da noite, antes de dormir.

Veja como fazer um peeling caseiro no passo a passo

Veja como fazer um peeling caseiro no passo a passo

O peeling caseiro é um método que pode ser utilizado para remover uma espinha, suavizar uma marca de expressão ou ajudar a remover uma mancha presente na pele. Esse procedimento proporciona a renovação celular de forma progressiva, estimulando a regeneração dos tecidos.

Se você considera o peeling tradicional de clínicas de estética muito agressivo ou caro, a opção é fazer um peeling caseiro. Mesmo sem todos os equipamentos de um salão de beleza, você pode chegar a ótimos resultados, deixando a sua pele muito mais lisa, macia e bonita.

peelin-caseiro
Receitas caseiras de peeling são a opção para quem não quer gastar muito. Foto: iStock, Getty Images

Leia também: Peeling Caseiro funciona

1. Coco

A polpa dessa fruta pode se tornar um ótimo esfoliante rejuvenescedor, pois ameniza as manchas, acaba com as células mortas e some com as bolinhas vermelhas provenientes de pelos encravados.

Como preparar:

Para preparar esse peeling caseiro, desfie a polpa do coco em uma vasilha, acrescente uma colher de mel e mexa bem. Espalhe esse esfoliante pelo rosto, deixe por 20 minutos e lave em seguida.

2. Maracujá

As sementes do maracujá, por serem ricas em ácidos graxos e ômega 6, proporcionam a diminuição da vermelhidão e irritação da pele.

Como preparar:

Retire a polpa do maracujá e aplique sobre a pele do rosto. Enxágue em seguida. Você pode utilizar esse peeling caseiro duas vezes por semana.

3. Tomate

O tomate é outro ótimo ingrediente para um peeling caseiro pois reduz a oleosidade da pele ao mesmo tempo que hidrata.

Como preparar:

Corte um pedaço de tomate e amasse bem. Depois, aplique sobre a pele. Deixe por cerca de 20 minutos e enxágue bem. Você pode fazer esse procedimento todos os dias.

4. Mel e açúcar

Esse peeling caseiro é um eficiente esfoliante, fácil de fazer, ótimo para remover as células mortas. A esfoliação é indicada para todas as pessoas, com exceção daquelas que possuem muita acne ou feridas. Nesses casos, o esfoliante pode agravar ainda mais o problema.

Como preparar:

Em um recipiente misture uma colher (sopa) de açúcar com a mesma quantidade de mel. Passe esse peeling por todo o corpo e deixe por cerca de 30 minutos. Quando for aplicar a mistura, faça movimentos circulares, a fim de retirar as células mortas e hidratar a pele. Enxágue bem.

5. Aveia

Rica em vitamina B1, B2 e B5, aminoácidos e ácido salicílico, a aveia possui ação anti-inflamatória e hidratante. Além disso, ela estimula o colágeno, deixando a pele macia, renovada e mais firme.

Como preparar:

Coloque 3 colheres (sopa) de flocos de aveia com 1 colher (sopa) de mel e misture bem. Aplique a mistura no rosto e deixe agir por 10 minutos. Enxágue bem.

Bichectomia: o que é, quais os prós e os contras

Bichectomia: o que é, quais os prós e os contras

A bichectomia – procedimento de remoção da bola de Bichat ou corpo adiposo da bochecha – tem ganhado cada vez mais adeptos e despertado a curiosidade do público. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), em 2014, foram realizadas cerca de dez bichectomias por mês. No ano seguinte, esse número triplicou e, neste ano, já são realizadas mensalmente mais de 40 cirurgias do tipo pelo país.

Compartilhar

A bichectomia – procedimento de remoção da bola de Bichat ou corpo adiposo da bochecha – tem ganhado cada vez mais adeptos e despertado a curiosidade do público. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), em 2014, foram realizadas cerca de dez bichectomias por mês. No ano seguinte, esse número triplicou e, neste ano, já são realizadas mensalmente mais de 40 cirurgias do tipo pelo país.

A bola de Bichat ou “Buccalfatpad” ganhou este nome devido ao anatomista francês Marie François Xavier Bichat (1771-1802), que descobriu que a estrutura é um tecido gorduroso localizado na região das bochechas na frente do músculo masseter e superficial ao músculo bucinador. Sua função é pouco conhecida e acredita-se que, mesmo sendo um tecido gorduroso, seu volume pouco varia com a oscilação de peso, por isso mesmo se tiver o peso ideal, o indivíduo pode ter o rosto arredondado. Devido a sua localização, a bola de Bichat apresenta íntima relação com elementos muito importantes da face como: ramos terminais do nervo facial, ducto parotídeo e vasos sanguíneos.

De acordo com o Cirurgião Plástico e membro titular da SBCP, Eduardo Kanashiro, “a bichectomia é uma cirurgia usualmente estética com o objetivo de melhorar o formato facial através da diminuição da projeção das bochechas. É realizada por meio de uma incisão intraoral de 1 a 2cm, ao nível do segundo molar superior, sob anestesia local, com ou sem sedação”.

Leia também: Bichectomia o que comer depois

O mestre e especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF), Fabio Sevilha, que é membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial (CBCTBMF) e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais na Odontologia (SBTI) e também ministra cursos de credenciamento em bichectomia, detalha tratar-se de um procedimento estético/funcional que visa à redução do volume das bochechas aumentando a evidência da proeminência zigomática e o contorno da mandíbula tornando a face mais harmônica e também propõe aumentar o corredor bucal diminuindo trauma em pacientes que costumam ‘morder’ a mucosa jugal.

O corpo adiposo bucal apresenta atividade fisiológica, sendo um coxim mecânico entre os músculos faciais “que pode ainda auxiliar no fechamento de fístulas ou comunicações bucosinusais, ou ainda no recobrimento de enxertos ósseos no aumento da crista óssea alveolar, em casos de implantes”, ensina o periodontista, implantodontista e mestre em Ciências Odontológicas – área de concentração em Clínica Integrada – pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (Fousp), Irineu Gregnanin Pedron.

Mestre em Prótese Dentária, especialista em Cirurgia e Estética e ministrador de cursos de bichectomia, Alexandre Morita Cutolo, explica que “a remoção cirúrgica é relativamente simples. O procedimento é feito com anestesia local e o pós-operatório é bem parecido com a extração do terceiro molar. Os resultados começam a aparecer aproximadamente em 15 a 20 dias e a sua remodelação total em 90 dias”.

Cirurgiões- Dentistas podem realizar o procedimento?

Pela finalidade estética, é basicamente a Cirurgia Plástica a área responsável pela realização da bichectomia, embora outras áreas também possam utilizá-la, como a Dermatologia, a Cirurgia Craniomaxilofacial ou Cirurgia de Cabeça e Pescoço. “Os Cirurgiões-Dentistas também podem realizar a técnica desde que devidamente capacitados. Para a capacitação, refiro-me a um curso com carga teórica e clínica condizente com a técnica cirúrgica”, considera Irineu que ainda ressalta que “devemos ponderar e respeitar a curva de aprendizado desta técnica, que não é simples como uma extração dentária. Infelizmente, esses cursos de ‘capacitação’ da técnica de bichectomia em um dia ou dois fazem parte do modismo do mercado, e transmitem uma perspectiva simplista do procedimento cirúrgico”.

Fabio Sevilha lembra que os Cirurgiões-Dentistas estudam de modo geral, quatro a cinco anos de cabeça e pescoço, “sendo uma área amplamente dominada pelo profissional de Odontologia. Além disso, a bola de Bichat já é utilizada na Odontologia muito antes de se falar na bichectomia, tendo como exemplo a utilização de tal gordura para fechamento de fístulas bucosinusais”.

Técnica possui contraindicações e exige cuidados

Alguns especialistas criticam a retirada da bola de Bichat porque ela pode fazer falta no futuro, durante o processo de envelhecimento e, além disso, essa estrutura está localizada em uma área delicada do rosto, em meio a nervos e canais salivares.

O periodontista Irineu Gregnanin alerta para o modismo desta modalidade cirúrgica, bem como em outras técnicas utilizadas na Odontologia como, por exemplo, o uso de preenchedores faciais. “Cursos inadequados pouco alertam sobre as complicações decorrentes desses procedimentos que são, na maioria das vezes, de responsabilidades médica. Particularmente, no processo de envelhecimento, o corpo adiposo bucal aumentará a percepção de ‘emagrecimento facial’, requerendo, por vezes, no futuro, a necessidade
de lipoenxertia”.

Já o mestre em CTBMF, Fabio Sevilha pondera que esse tipo de técnica já vem sendo realizada há muito tempo em outros países como procedimento de rejuvenescimento e harmonização facial. “A gordura de Bichat não tem função estrutural ou de sustentação, sendo diferente dos demais compartimentos de gordura do rosto, cuja absorção causa envelhecimento, portanto sua retirada não fará falta no processo de envelhecimento. Sugere-se que a bola de Bichat possui função apenas no recém-nascido, no auxílio à amamentação e proteção dos ramos bucais do nervo facial, e perde sua função após o crescimento. Muitos falam do perigo de realizar a bichectomia. Na verdade, existem dois riscos onde devemos estar mais atentos que seria a lesão do ducto parotídeo e lesão dos ramos bucais do nervo facial, porém em caso de lesão dos ramos bucais do nervo facial, sua função será suprimida por outros ramos nervosos ao redor da boca”.

Alexandre Morita concorda que a retirada da bola de Bichat não tem uma representatividade significante em relação ao processo natural de envelhecimento. “Cuidados como alimentação saudável, prática de atividades físicas, uso de protetor solar, acompanhamento dermatológico, serão muito mais importantes no envelhecimento facial”, enfatiza. No entanto, ele também ressalva que toda cirurgia possui os seus riscos, que são minimizados com conhecimento anatômico e de técnica. “As principais estruturas nobres, relacionadas com a bichectomia, são o ducto parotídeo, artérias maxilar e facial e o nervo facial. Com a utilização da técnica cirúrgica correta pode-se trabalhar com margem de segurança destas estruturas o que reduz o risco de intercorrências trans e pós-operatórias”.

Já o Cirurgião-Plástico, Eduardo Kanashiro disserta que “quem se incomoda com a bola de Bichat aumentada na juventude vai continuar se incomodando ao envelhecer. O que mudará será o seu posicionamento. Quando jovem, estará localizada mais superiormente e será responsável pelo formato arredondado da face, mas depois vai caindo e passa a deixar o rosto mais quadrado. Portanto, a bola de Bichat aumentada não faz falta na velhice. Realmente o corpo adiposo da bochecha está próximo a estruturas importantes. É preciso conhecer muito bem a anatomia, dominar a técnica cirúrgica e ter muito cuidado para não lesá-las. Um acidente nessa região pode levar a sequelas desastrosas para o paciente e, no mínimo, muito constrangedoras para o cirurgião”.

Kanashiro completa que “além de ser um procedimento que envolve riscos, a bichectomia precisa ser muito bem indicada. É preciso que o profissional tenha treinamento não só para realizar a cirurgia da melhor maneira possível, mas também para saber avaliar qual a real necessidade do paciente. Muitas vezes, e isso não é raro, o paciente que nos procura precisa de tratamentos associados para ter o resultado satisfatório, sejam eles um lifting facial ou mesmo uma simples lipoaspiração da região sub mentual. O paciente não pode ser visto como uma gordurinha isolada. As variações anatômicas são sempre desafiadoras e é por isso que minha preferência é por fazer a bichectomia com sedação. Assim, o paciente fica mais confortável quando preciso explorar mais a região até ficar satisfeito com a remoção. Além disso, o que me preocupa é o manejo de eventuais complicações. Quanto melhor a formação do profissional, mais eficaz será o tratamento no caso de um evento inesperado”.

As contraindicações, conforme Alexandre Morita, podem ser definitivas ou temporárias e são bem parecidas com as de outras cirurgias intraorais. “Pacientes submetidos à radioterapia ou quimioterapia; infecções locais ou sistêmicas; trismo; cardiopatias severas; pacientes sistemicamente não compensados; deficiência de fatores de coagulação; problemas hepáticos e renais graves; dificuldade em alcançar o que o paciente deseja, além de pacientes menores de idade e grávidas”, finaliza.

DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL [BENEFÍCIOS, EMAGRECE?, CURSO, …]

DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL [BENEFÍCIOS, EMAGRECE?, CURSO, …]

Básica, uma massagem que ajuda a diminuir as suas medidas. O que é que isto quer dizer? Primeiro perceba um pouco mais a ciência por trás disto. Conteúdos [Mostrar] Sistema Linfático Em adição ao nosso sistema sanguíneo, o arterial e o venoso, nós temos também outro sistema chamado de sistema linfático. Nele circula a linfa, a qual é um liquido amarelado constituído por várias coisas, desde glóbulos brancos, nutrientes, células mortes ou até bactérias e toxinas. Neste sistema encontram-se também os linfonodos, os quais são responsáveis por eliminar a linfa, ajudando assim o seu sistema imunitário a proteger-se melhor, detetando ameaças ao seu sistema. Benefícios da Drenagem Linfática Quando os linfonodos não são capazes de escoar toda a linfa, o seu corpo acaba por não funcionar corretamente, retendo mais líquidos, diminuindo a circulação sanguínea no local, causando inchaço, etc… A drenagem linfática serve para eliminar o excesso acumulado de linfa, tendo como consequência a diminuição do inchaço e celulite, visto estimular a gordura localizada. Não só por isto, mas como a circulação sanguínea também melhora, isto faz com que as zonas onde é massajado consigam receber mais oxigénio, ajudando assim também no controle da celulite. Drenagem Linfática Emagrece? A drenagem linfática não emagrece, não se engane quanto a isso. Ela serve para diminuir as suas medidas, sendo que consegue através de vários processos internos no seu corpo já explicados diminuir o seu inchaço e também eliminar alguma da sua celulite.

Leia também: Drenagem Linfática como fazer

Para emagrecer, uma boa dieta e exercício físico são indispensáveis, apesar de poder experienciar alguma perda de peso visto a sua retenção de líquidos diminuir. Leia Mais > Musica Reiki Para Abrir Chakras, Dormir, Meditar, … Como Fazer Drenagem Linfática A drenagem linfática não passa de uma massagem que tem como objetivo diminuir a acumulação de linfa, fazendo com que ela vá em direção aos linfonodos e tenha esse excesso eliminado. Deve no entanto saber onde esses linfonodos se situam e assim fazer uma massagem suave, seguindo os vasos linfáticos até a esses linfonodos. Algumas das zonas com linfonodos no corpo humano são: – Virilha; – Axila; – Pescoço (existe uma cadeia de linfonodos de cada lado do pescoço); – Abaixo da mandíbula e do queixo; – Atrás das orelhas; – Na parte posterior da cabeça. Deve também antes de fazer a massagem, fazer alguns movimentos circulares no sentido do horário na zona dos linfonodos, de forma a liberta-los e assim terem uma ação mais eficaz. Contra-Indicações da Drenagem Linfática Como todas as massagens, existem algumas contra-indicações.

Leia também: Phytophen funciona

Neste caso algumas que em outras massagens não existem, visto esta mexer com o sistema linfático, o qual pode trazer também alguma bactéria presente no seu corpo. Veja então algumas das contra-indicações existentes: Não fazer se tiver problemas de circulação ou cardíacos sem consulta do seu médico; Se tem uma virose, não faça visto ela poder se espalhar mais através do sistema linfático; O mesmo acontece com pessoas que estão fazendo quimioterapia. Se estiver grávida, não faça até aos 3 meses de gestação.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Depois disso é até recomendado que o faça, mas deve consultar o seu médico primeiro. Curso de Drenagem Linfática Atualmente existem diversos cursos (online e presenciais) de drenagem linfática, sendo que uns deles emitem certificado, ficando assim habilitado para exercer profissionalmente, enquanto outros é mais para uso pessoal. Leia Mais > Auriculoterapia [O Que é, Para Que Serve, Benefícios, …] Ao saber fazer os movimentos corretamente e compreender o funcionamento do sistema, poderá sem grandes problemas fazer em si próprio a drenagem linfática e experienciar os resultados. E então, já sabe um pouco mais sobre a drenagem linfática, os seus benefícios, se emagrece, contra-indicações e curso de drenagem linfática?

Leia também: Kifina funciona

Biotina

Biotina

Biotina
A biotina é uma vitamina hidrossolúvel do complexo B, também conhecida como vitamina H ou B8. Sua ação promove melhora na saúde dos cascos, reduzindo lesões de úlcera de sola, hemorragias e doenças de linha branca. Além disso, a biotina também traz aumento na produção leiteira, gerando maior rentabilidade. Nós da DSM temos o Rovimix Biotin,exclusivo nos nossos produtos.

Biotina & Metabolismo
A biotina é necessária para o funcionamento de enzimas relacionadas ao metabolismo energético do animal. O seu uso em dietas de ruminantes resulta em maior produção de energia e desempenho. A suplementação de bovinos confinados com biotina é de extrema importância, tendo em vista que a inclusão de concentrado na dieta reduz drasticamente a produção de biotina pelos microrganismos do rúmen.

Leia também: Biotina funciona

Biotina & Casco
A biotina tem sido identificada como um fator essencial da substância cimentante intracelular depositada junto à queratina na formação do casco. A maioria das lesões de casco de bovinos confinados está associada com a pobre integridade do casco, e a suplementação de biotina cria uma estrutura mais definida e coesa do mesmo.

8 Formas eficazes de acabar com varizes e veias varicosas

8 Formas eficazes de acabar com varizes e veias varicosas

Muitas pessoas vêm sofrendo com veias varicosas e inchaço nas pernas em decorrência do trabalho, que geralmente exige horas e horas sentado diante do computador. Além disso, algumas peças de roupa acabam afetando a circulação sanguínea. Estatísticas apontam que as veias varicosas afetam mais de 20% dos adultos nos Estados Unidos. Quando o problema está em sua etapa inicial, existem formas de reduzir a gravidade dos sintomas e prevenir o avanço das veias varicosas. E o bom é que a maioria dessas técnicas podem ser aplicadas em casa.

Assim como qualquer outro problema de saúde, as veias varicosas devem ser tratadas da maneira correta. O Incrível.club reuniu os métodos mais seguros e eficazes para combater o aparecimento desse problema.

Leia também: Varicell funciona

Mas lembre-se: diante de qualquer sinal de agravamento do problema, procure a ajuda de um especialista. A seguir, as dicas:

1. Levantar as pernas

© depositphotos

Levantar as pernas pode aliviar consideravelmente os sintomas causados pelas veias varicosas e pelo inchaço nas pernas, desde que estejam em estágio inicial. Para que o método seja eficiente, você precisa levantar as pernas acima do nível do coração. Tente mantê-las nessa posição por 20 minutos, 3 a 4 vezes por dia. Uma boa ideia é ler um livro enquanto isso. O tempo vai passar sem que você perceba!

2. Meias de compressão

© depositphotos

O uso de meias de compressão durante o dia pode ser mais útil que qualquer outro tratamento caseiro. Se estiver sentindo incômodo ou dor nas pernas, experimente utilizar essas meias. Elas comprimem as veias e evitam que o sangue flua para trás.

Elas apertam mais as pernas do que as meias comuns, mas ajudam as veias e os músculos das pernas para que o sangue chegue ao coração com mais facilidade. Alguns testesdemonstraram que meias de compressão podem reduzir ou prevenir o inchaço que costuma aparecer no fim do dia. Pessoas que viajam muito, passam muito tempo de pé e/ou muito tempo sentado trabalhando no escritório são as que especialmente devem apostar nas meias de compressão.

3. Dieta preventiva e controle do peso

© depositphotos

Assim como fazer exercícios físicos regularmente, ter uma boa alimentação é a solução para muitos problemas de saúde. Um corpo que está saudável por dentro parecerá saudável por fora. Inclua em sua dieta mais alimentos ricos em vitaminas C e E, já que eles são ótimas fontes de antioxidantes para seu organismo. A vitamina C é necessária para a fabricação de colágeno e elastina para manter a saúde das veias. E a vitamina E reduz o aparecimento das aranhas vasculares nas pernas.

Não esqueça dos alimentos com alto teor de fibras, pois eles ajudam a evitar a prisão de ventre e reduzem a pressão sobre as veias. Consuma mais aveia, linhaça, ervilha, feijão, maçã e alimentos integrais.

O excesso de peso não provoca veias varicosas. No entanto, elas costumam ser resultado de vários fatores que, por sua vez, estão associados ao excesso de peso. Hábitos prejudiciais, falta de exercício, dieta desequilibrada e um estilo de vida sedentário podem levar ao surgimentode veias dilatadas ou varicosas. Nossa sugestão é que você controle seu peso para evitar fazer muita pressão nas pernas.

4. Remédios fitoterápicos

© depositphotos

Um estudo demonstrou que algumas ervas medicinais podem causar um efeito positivo perante os sintomas de insuficiência venosa, como inchaço, câimbras e aquilo que é conhecido como síndrome das pernas inquietas.

Alguns suplementos, como o extrato de semente de uva, a rutina ou rutósido e uma planta chamada gotu kola são conhecidos como bons tratamentos contra veias varicosas. Eles estão disponíveis em cápsulas, pílulas e pomadas.

Consulte seu médico antes de tomar qualquer suplemento fitoterápico para se assegurar de que eles não irão interferir nos medicamentos que você esteja eventualmente tomando.

5. Atividade física

© pixabay

Praticar atividade física regularmente é a chave para tratar diversos problemas de saúde. No caso das veias varicosas, especialmente naqueles diagnosticados na fase inicial, os exercícios físicos são ótimas medidas de prevenção. No entanto, é preciso escolher uma atividade que não exagere na pressão exercida nas pernas. De maneira geral, não se recomenda a prática da corrida, pois pode piorar o inchaço.

Quanto mais você se movimenta, mais rápido o sangue circula das veias ao coração. E é justamente isso que elimina os sintomas desagradáveis das veias varicosas. Os exercícios físicos que aumentam a circulação sanguínea e são eficazes no combate ao problema são caminhadas diárias, alongamentos, yoga e flexão dos tornozelos.

6. Estilo de vida diferente

© depositphotos

As mudanças no estilo de vida podem diminuir os incômodos causados pelas veias varicosas. Por exemplo, evite passar longos períodos de pé ou sentado, especialmente caso trabalhe num escritório. Mude de posição com frequência para impedir a diminuição do fluxo sanguíneo. E se possível, levante-se e faça pequenos exercícios de alongamento.

Evite usar salto alto durante um tempo prolongado. Não é que você precise abrir mão dos seus sapatos prediletos, mas não passe o dia inteiro com eles. Os saltos mais baixos tonificam os músculos da panturrilha e favorecem o fluxo de sangue pelas veias.

7. Massagens suaves

© depositphotos

As massagens ajudam na boa circulação do sangue no corpo, especialmente nas pernas (onde as veias varicosas costumam aparecer). A principal técnica para massagem como tratamento para o problema é fazendo movimentos suaves, evitando fazer pressão com os dedos sobre as veias inchadas, mas sim ao redor delas. Exerça uma suave pressão com a palma da mão ou use as pontas dos dedos para massagear, indo dos calcanhares aos tornozelos, de forma ascendente. Caso sinta dor ou outro tipo de incômodo, pare a massagem e coloque as pernas para cima.

Por si só, massagem suave não é capaz de reduzir por completo as veias varicosas, mas pode mudar drasticamente a sensação incômoda que elas causam, melhorando o fluxo sanguíneo nas extremidades.

8. Para veias grandes que “alimentam” as aranhas vasculares: remoção com laser

© depositphotos

Um dos tratamentos médicos mais comuns contra veias varicosas é a ablação (remoção) com laser. Esse método costuma ser aplicado quando nenhum dos métodos mencionados anteriormente funciona, e quando o inchaço e os sintomas ficam cada vez mais desagradáveis.

Uma sonda com laser na extremidade é colocada através da veia. O lase é aquecido e cauteriza as paredes das veias, fazendo com que o sangue deixe de fluir através delas. Em seguida, a veia é eliminada com um dispositivo de extração.

O procedimento deixa alguns hematomas nas pernas, mas não deixa cicatrizes e é muito mais simples que uma cirurgia tradicional.

Que tipo de método caseiro para tratar as veias varicosas funciona melhor no seu caso? Você prefere ir ao médico ou prevenir o aparecimento desse problema por conta própria? Comente com suas opiniões sobre o assunto!

Saiba como o suco verde atua para beneficiar o organismo!

Saiba como o suco verde atua para beneficiar o organismo!

Ele ganhou o cardápio de quem busca manter a boa forma e preservar a saúde! Confira como o suco verde atua para melhorar o funcionamento do corpo!
Por Edgard Vicentini – 15/02/2017FOTO: iStock.com/Getty Images
Preparado com folhas verdes, frutas, legumes, raízes, brotos ou sementes, o suco verde é excelente para desintoxicar, diminuir os inchaços e mandar para longe os tão incômodos quilinhos extras. Veja quais benefícios a bebida pode trazer e confira algumas dicas para colocar em prática na hora do preparo!

Leia também: suco verde funciona

FOTO: iStock.com/Getty Images
Funcionando direitinho
Por conter substâncias com ação antioxidante, o suco verde ativa e regula o sistema imunológico, acelera o metabolismo e contribui para o emagrecimento. “O suco de hortaliças e frutas ajuda a prevenir doenças como o câncer, gripes e resfriados, problemas pulmonares e cardiovasculares e, ainda, auxilia na recuperação mais rápida de quem tem algum problema de saúde”, acrescenta a nutróloga e médica ortomolecular Tamara Mazaracki.

Para consumir o suco verde, o melhor horário é de manhã, em jejum, assim, os nutrientes são rapidamente absorvidos

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Efeito detox
FOTO: Shutterstok.com
O suco verde é uma bebida considerada detox, pois é eficaz na limpeza do corpo, liberando toxinas acumuladas e melhorando o funcionamento do organismo como um todo. “Os alimentos detox apresentam propriedades que estimulam as vias de detoxificação, que consiste no processo realizado por um organismo visando a eliminação de determinadas toxinas, também conhecidas como xenobióticos. Nesse processo, tais substâncias, que não são passíveis de excreção, sofrem alterações na sua estrutura química que possibilita a sua eliminação do organismo por meio das fezes ou urina”, explica a nutricionista Karolinne Hartung Mingoti.

Combate o inchaço
Frutas, legumes e verduras são naturalmente ricos em água, o que facilita o trabalho dos rins, que eliminam com mais eficiência o líquido retido. Outro detalhe importante é que as hortaliças e frutas são ricas em dois sais minerais: magnésio e potássio, que ajudam a neutralizar a retenção hídrica causada pelo sódio.

Leia também: Kifina funciona

Sem receita
O suco verde não tem um modelo único, podendo ser preparado de acordo com a disponibilidade de frutas e verduras que você possui em casa. E, para não enjoar, o ideal é variar. Mas não coloque muitos ingredientes no mesmo suco, pois assim ele pode se tornar muito calórico.

Leia também: Phytophen funciona

Quantidades adequadas
Folhas: o ideal é acrescentar no suco até dois tipos de folhas, que podem ser: couve, espinafre, agrião ou alface.

Frutas: duas variedades de frutas já são suficientes. A maçã é uma ótima opção, por ser rica em fibras, o que facilita o emagrecimento e conta com antioxidantes capazes de ajudar no combate contra tumores. Outra opção pode ser o morango. A fruta é pouco calórica e também antioxidante, dando um chega pra lá nos radicais livres.

Legumes: coloque na receita até duas variedades. Uma boa escolha é acrescentar a berinjela, já que esta é pobre em calorias e ainda ajuda a regular o intestino.

Raízes: não acrescente mais de uma variedade. Você pode optar pela beterraba ou cenoura, ambas ricas em vitamina C, ideal para quem quer emagrecer. Sementes: ingredientes como chia, linhaça ou quinoa são ótimas sugestões, pois são ricas em fibras, ingredientes que ajudam a manter a saciedade.