Categoria: Beleza

Biotina

Biotina

Biotina
A biotina é uma vitamina hidrossolúvel do complexo B, também conhecida como vitamina H ou B8. Sua ação promove melhora na saúde dos cascos, reduzindo lesões de úlcera de sola, hemorragias e doenças de linha branca. Além disso, a biotina também traz aumento na produção leiteira, gerando maior rentabilidade. Nós da DSM temos o Rovimix Biotin,exclusivo nos nossos produtos.

Biotina & Metabolismo
A biotina é necessária para o funcionamento de enzimas relacionadas ao metabolismo energético do animal. O seu uso em dietas de ruminantes resulta em maior produção de energia e desempenho. A suplementação de bovinos confinados com biotina é de extrema importância, tendo em vista que a inclusão de concentrado na dieta reduz drasticamente a produção de biotina pelos microrganismos do rúmen.

Leia também: Biotina funciona

Biotina & Casco
A biotina tem sido identificada como um fator essencial da substância cimentante intracelular depositada junto à queratina na formação do casco. A maioria das lesões de casco de bovinos confinados está associada com a pobre integridade do casco, e a suplementação de biotina cria uma estrutura mais definida e coesa do mesmo.

8 Formas eficazes de acabar com varizes e veias varicosas

8 Formas eficazes de acabar com varizes e veias varicosas

Muitas pessoas vêm sofrendo com veias varicosas e inchaço nas pernas em decorrência do trabalho, que geralmente exige horas e horas sentado diante do computador. Além disso, algumas peças de roupa acabam afetando a circulação sanguínea. Estatísticas apontam que as veias varicosas afetam mais de 20% dos adultos nos Estados Unidos. Quando o problema está em sua etapa inicial, existem formas de reduzir a gravidade dos sintomas e prevenir o avanço das veias varicosas. E o bom é que a maioria dessas técnicas podem ser aplicadas em casa.

Assim como qualquer outro problema de saúde, as veias varicosas devem ser tratadas da maneira correta. O Incrível.club reuniu os métodos mais seguros e eficazes para combater o aparecimento desse problema.

Leia também: Varicell funciona

Mas lembre-se: diante de qualquer sinal de agravamento do problema, procure a ajuda de um especialista. A seguir, as dicas:

1. Levantar as pernas

© depositphotos

Levantar as pernas pode aliviar consideravelmente os sintomas causados pelas veias varicosas e pelo inchaço nas pernas, desde que estejam em estágio inicial. Para que o método seja eficiente, você precisa levantar as pernas acima do nível do coração. Tente mantê-las nessa posição por 20 minutos, 3 a 4 vezes por dia. Uma boa ideia é ler um livro enquanto isso. O tempo vai passar sem que você perceba!

2. Meias de compressão

© depositphotos

O uso de meias de compressão durante o dia pode ser mais útil que qualquer outro tratamento caseiro. Se estiver sentindo incômodo ou dor nas pernas, experimente utilizar essas meias. Elas comprimem as veias e evitam que o sangue flua para trás.

Elas apertam mais as pernas do que as meias comuns, mas ajudam as veias e os músculos das pernas para que o sangue chegue ao coração com mais facilidade. Alguns testesdemonstraram que meias de compressão podem reduzir ou prevenir o inchaço que costuma aparecer no fim do dia. Pessoas que viajam muito, passam muito tempo de pé e/ou muito tempo sentado trabalhando no escritório são as que especialmente devem apostar nas meias de compressão.

3. Dieta preventiva e controle do peso

© depositphotos

Assim como fazer exercícios físicos regularmente, ter uma boa alimentação é a solução para muitos problemas de saúde. Um corpo que está saudável por dentro parecerá saudável por fora. Inclua em sua dieta mais alimentos ricos em vitaminas C e E, já que eles são ótimas fontes de antioxidantes para seu organismo. A vitamina C é necessária para a fabricação de colágeno e elastina para manter a saúde das veias. E a vitamina E reduz o aparecimento das aranhas vasculares nas pernas.

Não esqueça dos alimentos com alto teor de fibras, pois eles ajudam a evitar a prisão de ventre e reduzem a pressão sobre as veias. Consuma mais aveia, linhaça, ervilha, feijão, maçã e alimentos integrais.

O excesso de peso não provoca veias varicosas. No entanto, elas costumam ser resultado de vários fatores que, por sua vez, estão associados ao excesso de peso. Hábitos prejudiciais, falta de exercício, dieta desequilibrada e um estilo de vida sedentário podem levar ao surgimentode veias dilatadas ou varicosas. Nossa sugestão é que você controle seu peso para evitar fazer muita pressão nas pernas.

4. Remédios fitoterápicos

© depositphotos

Um estudo demonstrou que algumas ervas medicinais podem causar um efeito positivo perante os sintomas de insuficiência venosa, como inchaço, câimbras e aquilo que é conhecido como síndrome das pernas inquietas.

Alguns suplementos, como o extrato de semente de uva, a rutina ou rutósido e uma planta chamada gotu kola são conhecidos como bons tratamentos contra veias varicosas. Eles estão disponíveis em cápsulas, pílulas e pomadas.

Consulte seu médico antes de tomar qualquer suplemento fitoterápico para se assegurar de que eles não irão interferir nos medicamentos que você esteja eventualmente tomando.

5. Atividade física

© pixabay

Praticar atividade física regularmente é a chave para tratar diversos problemas de saúde. No caso das veias varicosas, especialmente naqueles diagnosticados na fase inicial, os exercícios físicos são ótimas medidas de prevenção. No entanto, é preciso escolher uma atividade que não exagere na pressão exercida nas pernas. De maneira geral, não se recomenda a prática da corrida, pois pode piorar o inchaço.

Quanto mais você se movimenta, mais rápido o sangue circula das veias ao coração. E é justamente isso que elimina os sintomas desagradáveis das veias varicosas. Os exercícios físicos que aumentam a circulação sanguínea e são eficazes no combate ao problema são caminhadas diárias, alongamentos, yoga e flexão dos tornozelos.

6. Estilo de vida diferente

© depositphotos

As mudanças no estilo de vida podem diminuir os incômodos causados pelas veias varicosas. Por exemplo, evite passar longos períodos de pé ou sentado, especialmente caso trabalhe num escritório. Mude de posição com frequência para impedir a diminuição do fluxo sanguíneo. E se possível, levante-se e faça pequenos exercícios de alongamento.

Evite usar salto alto durante um tempo prolongado. Não é que você precise abrir mão dos seus sapatos prediletos, mas não passe o dia inteiro com eles. Os saltos mais baixos tonificam os músculos da panturrilha e favorecem o fluxo de sangue pelas veias.

7. Massagens suaves

© depositphotos

As massagens ajudam na boa circulação do sangue no corpo, especialmente nas pernas (onde as veias varicosas costumam aparecer). A principal técnica para massagem como tratamento para o problema é fazendo movimentos suaves, evitando fazer pressão com os dedos sobre as veias inchadas, mas sim ao redor delas. Exerça uma suave pressão com a palma da mão ou use as pontas dos dedos para massagear, indo dos calcanhares aos tornozelos, de forma ascendente. Caso sinta dor ou outro tipo de incômodo, pare a massagem e coloque as pernas para cima.

Por si só, massagem suave não é capaz de reduzir por completo as veias varicosas, mas pode mudar drasticamente a sensação incômoda que elas causam, melhorando o fluxo sanguíneo nas extremidades.

8. Para veias grandes que “alimentam” as aranhas vasculares: remoção com laser

© depositphotos

Um dos tratamentos médicos mais comuns contra veias varicosas é a ablação (remoção) com laser. Esse método costuma ser aplicado quando nenhum dos métodos mencionados anteriormente funciona, e quando o inchaço e os sintomas ficam cada vez mais desagradáveis.

Uma sonda com laser na extremidade é colocada através da veia. O lase é aquecido e cauteriza as paredes das veias, fazendo com que o sangue deixe de fluir através delas. Em seguida, a veia é eliminada com um dispositivo de extração.

O procedimento deixa alguns hematomas nas pernas, mas não deixa cicatrizes e é muito mais simples que uma cirurgia tradicional.

Que tipo de método caseiro para tratar as veias varicosas funciona melhor no seu caso? Você prefere ir ao médico ou prevenir o aparecimento desse problema por conta própria? Comente com suas opiniões sobre o assunto!